Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

bancos

Alterada em 19/01 às 08h45min

HSBC aceita pagar US$ 101,5 milhões para encerrar investigação sobre fraude

Banco britânico admitiu a prática em pelo menos duas ocasiões

Banco britânico admitiu a prática em pelo menos duas ocasiões


JUSTIN TALLIS/AFP/JC
O HSBC aceitou pagar US$ 101,5 milhões para encerrar uma investigação criminal nos EUA que envolvia o uso de informações confidenciais de clientes em benefício próprio. Em documentos apresentados ontem a uma corte federal, o banco britânico admitiu a prática em pelo menos duas ocasiões.
Um inquérito federal relacionado sobre manipulação de câmbio levou à condenação de um ex-alto executivo do HSBC.
Pelo acerto, que ainda precisa ser aprovado por um juiz, o HSBC pagará US$ 63,1 milhões em multas e devolverá US$ 38,4 milhões em ganhos obtidos de forma ilegal.
Em comunicado, o HSBC informou que tem fortalecido seus controles internos e que continuará implementando mudanças.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia