Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 12 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Faixa de Gaza

Notícia da edição impressa de 13/12/2017. Alterada em 12/12 às 22h57min

Explosão mata dois palestinos; Israel nega bombardeio

Dois palestinos ligados a um grupo jihadista morreram ontem após uma explosão no Norte da Faixa de Gaza. Moradores afirmam que a área foi alvo de um bombardeio aéreo de Israel. Porém, o Exército negou a ação. A violência na fronteira entre Israel e Gaza aumentou na última semana, desde o anúncio da decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital israelense.
O Domo de Ferro - escudo antimísseis de Israel - interceptou, na segunda-feira, um míssil disparado por jihadistas em Gaza. Logo após, Israel respondeu com artilharia de tanques e bombardeios localizados contra posições do Hamas. No domingo, um palestino esfaqueou um segurança israelense em um terminal de ônibus em Jerusalém.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia