Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Meio Ambiente

04/12/2017 - 08h26min. Alterada em 04/12 às 08h28min

Brasil sedia encontro internacional para discutir despoluição dos transportes

O tema ocupa o centro das discussões desde que o Acordo de Paris

O tema ocupa o centro das discussões desde que o Acordo de Paris


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Agência Brasil
O primeiro Encontro Internacional sobre Descarbonização do Transporte reunirá em Brasília, a partir de quarta-feira (6), especialistas do Brasil e do exterior para debater diferentes experiências e estratégias de descarbonização do transporte em diferentes países.
A descarbonização está sendo discutida por países como o Brasil, que enfrentam crescente poluição em avenidas dentro e fora das cidades. O tema ocupa o centro das discussões desde que o Acordo de Paris colocou em marcha um movimento global para reduzir as emissões dos gases causadores do efeito estufa nas diversas atividades econômicas.
No Brasil, o transporte responde por praticamente metade (48%) das emissões de todo o setor de energia, segundo os últimos dados do Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa, que detectou aumento de 4% no consumo de gasolina em veículos leves, enquanto o etanol caiu 10% em 2016.
Entre os conferencistas internacionais confirmados estão Harry Lehmann, diretor-geral do Serviço Federal do Ambiente da Alemanha (Umweltbundesamt), Carolina Tohá, ex-prefeita de Santiago (Chile) e co-presidente do Grupo Consultivo de Alto Nível em Transportes Sustentáveis da Secretaria-Geral das Nações Unidas UNSG, e José Mendes, secretário de Estado adjunto e do Ambiente de Portugal, que acaba de lançar, na COP23, a Aliança para a Descarbonização do Transporte (TDA) um esforço de várias nações, como França, Holanda, Costa Rica e Portugal, além de empresas como Michelin e Itaipu Binacional.
Entre os conferencistas nacionais estão confirmadas as participações de Martha Martorelli, gerente de Planejamento da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades; Clarice Linke, diretora executiva do Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento - ITDP Brasil; Juliana Karina Pereira Silva, da Gerência de Meio Ambiente da Empresa de Planejamento Logístico - EPL; Leandro Siqueira, diretor de Desenvolvimento do Produto e Gerenciamento de Portfólio da Volkswagen/MAN; Aline Cavalcante, cicloativista e coordenadora da Coalizão Clima e Mobilidade Ativa; Plínio Nastari, presidente da Datagro, Sugar & Ethanol Market Analysis. Os organizadores aguardam a confirmação da presença de Maurício Quintella, ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil e do senador Jorge Viana.
O Encontro Internacional sobre Descarbonização do Transporte é organizado pela Embaixada da Alemanha, o Instituto Clima e Sociedade e o Instituto de Energia e Meio Ambiente.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia