Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

Notícia da edição impressa de 20/12/2017. Alterada em 19/12 às 21h33min

Conmebol abre processo contra o clube por dossiê de arbitragem

A forte reclamação do Grêmio contra a arbitragem após o primeiro jogo da final da Libertadores da América, em Porto Alegre, contra o Lanús, pode gerar prejuízos ao time gaúcho. A Conmebol abriu processo administrativo contra o Tricolor em razão do dossiê apontando supostos erros de arbitragem montado pela direção do clube.
O Grêmio montou uma lista de supostos equívocos dos juízes e encaminhou a vários destinatários. Além da própria Conmebol, que recebeu o Tricolor depois daquela decisão e antes do jogo derradeiro, o documento foi enviado aos patrocinadores da competição, alegando que tais atitudes tiravam a credibilidade da competição e pedindo providências. A atitude desagradou a Conmebol, que optou por abrir processo administrativo contra o clube. Não há certeza sobre quais punições são previstas.
O Grêmio, por sua vez, não se mostra muito preocupado com o que possa ocorrer. É possível uma multa ou mesmo advertência, sob a ótica da direção.
Atual campeão da Libertadores, o time gaúcho estará representado por seu presidente no sorteio da próxima edição do torneio. Romildo Bolzan Júnior aproveitará a ocasião para tomar ciência de todos os detalhes do processo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia