Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

libertadores

Alterada em 01/12 às 09h28min

Campeão da Copa Libertadores terá premiação dobrada

A partir de 2018, o campeão da Copa Libertadores terá uma premiação reforçada. A Conmebol decidiu duplicar o valor do prêmio dado ao vencedor, passando de US$ 3 milhões para US$ 6 milhões (cerca de R$ 19,5 milhões).
A decisão foi tomada enquanto, nos Estados Unidos, testemunhas numa corte de Nova York revelam como o torneio de clubes mais importante do continente foi insistentemente alvo de fraude e corrupção por parte dos cartolas. Para algumas das edições da competição, os dirigentes embolsaram valores mais altos em propinas do que os clubes levaram em premiação.
A Conmebol, porém, estipulou que o aumento do dinheiro para o campeão ocorrerá a partir do ano que vem e que o Grêmio, que acaba de levantar o troféu, não se beneficiará do novo valor.
Se a decisão da Conmebol foi de ampliar os ganhos para os clubes, a entidade adiou uma decisão de transformar o torneio e ter uma final única, seguindo o mesmo padrão da Liga dos Campeões da Europa.
A proposta de ter um só jogo, disputado inclusive em Miami ou em outra grande cidade, era do presidente da entidade, Alejandro Domingues.
A CBF e outros países, porém, pediram para que o tema envolvesse maiores discussões e que uma decisão fosse tomada apenas em 2018. Se ela for aprovada, passaria a valer apenas para as edições de 2019 ou 2020.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia