Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Telecomunicações

22/12/2017 - 20h02min. Alterada em 22/12 às 20h11min

Procon de Porto Alegre abre processos contra Tim e Claro por queixas de clientes

Cobertura do sinal, cobranças indevidas e má prestação de serviços são queixas mais comuns

Cobertura do sinal, cobranças indevidas e má prestação de serviços são queixas mais comuns


Montagem/JC
Depois de multar a companhia Oi em R$ 6 milhões, o Procon Porto Alegre informou nesta sexta-feira (22) que instaurou processos administrativos contra as operadoras de telefonia Tim e Claro. Segundo a diretora-executiva do órgão, Sophia Vial, a medida servirá para apurar denúncias de consumidores por falha na cobertura do sinal, cobranças indevidas e má prestação de serviços.
O Procon recebeu 3.602 reclamações de clientes da Claro e 2.693 de usuários da Tim de janeiro de 2015 até esta sexta-feira. Sophia observou que os problemas são os mesmos verificados com a Oi. A diretora orienta que novas denúncias podem ser feitas pelo site do Procon, na sede do órgão na rua dos Andradas, 686, Centro Histórico, das 9h às 17h ou na loja no Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, das 12h às 18h. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia