Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

petróleo

Alterada em 08/12 às 15h13min

Petrobras avaliou 15 mil empresas sob o ponto de vista de compliance

O diretor de Governança e Conformidade da Petrobrás, João Elek, informou nesta sexta-feira que a estatal já avaliou 15 mil empresas que prestam serviços ou fornecem produtos do ponto de vista das regras da boa governança, uma nova metodologia introduzida após investigações da Operação Lava Jato, para evitar que erros do passado voltem a ser cometidos.
"Já avaliamos 15 mil empresas e essas empresas também estão avaliando as prestadoras delas. Isso gera um efeito em cascata que vai melhorando o ambiente de negócios", disse Elek, durante o 4º Evento Petrobras de Compliance, que conta com a presença do juiz da Lava Jato, Sérgio Moro.
Ele informou que a preocupação de espalhar a cultura da governança corporativa e de conformidade na empresa resultou no treinamento de 50 mil empregados dentro dessa cultura, sendo que 150 foram designados como "agentes de compliance", para indicar possíveis desvios de conduta nas unidades da companhia.
"Vários programas de treinamento foram implantados e continuarão a ser implantados, temos um compromisso com a cultura de compliance dentro da Petrobras", disse Elek.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia