Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Notícia da edição impressa de 19/12/2017. Alterada em 18/12 às 18h32min

Alexandre Vieira lança segundo disco em show nesta terça

Músico porto-alegrense faz show de lançamento do álbum Novo no Café Fon Fon a partir das 21h

Músico porto-alegrense faz show de lançamento do álbum Novo no Café Fon Fon a partir das 21h


LÍVIA DÁVALOS/DIVULGAÇÃO/JC
Hoje à noite, o músico porto-alegrense Alexandre Vieira (voz e violão) lança o seu segundo disco, em uma trajetória de mais de três décadas de atividade. Com 10 faixas, o álbum Novo foi produzido entre três capitais. Contando com Alice Gross (voz), Angelo Primon (violão e viola de 10 cordas), Débora Dreyer (voz), Matheus Kleber (acordeão) e Pablo Lanzoni (piano e voz), o show acontece no Café Fon Fon (Vieira de Castro, 22), às 21h, com couvert a R$ 30,00.
Editado em LP, CD e disponibilizado também em plataformas digitais, Vieira chama o trabalho de "um registro sobre o tempo". As 10 novas canções reúnem um grande time de parceiros. Ao todo, foram 27 participações de vinte e sete músicos, entre cantores e instrumentistas, como Nelson Coelho de Castro, Bebeto Alves, Andrea Cavalheiro, Mário Falcão, Pablo Lanzoni, Angelo Primon, Filipe Narcizo, Dúnia Elias, Matheus Kleber, Márcio Petracco e dos uruguaios Sebastián Jantos e Dany López - além de Lucas Kinoshita, com o qual dividiu a direção musical. "Entre meados de 2014 e agosto de 2017, foram muitos estúdios, locações, seções de gravação, horas de edição, mixagem e masterização, numa produção realizada entre Porto Alegre, Montevidéu, Rio de Janeiro e nas cidades de Aveiro e Porto, em Portugal", conta.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia