Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições

Notícia da edição impressa de 28/11/2017. Alterada em 27/11 às 23h29min

Pesquisa mostra empate técnico no segundo turno no Chile

O segundo turno da corrida presidencial do Chile deve ser uma disputa apertada entre o ex-presidente conservador Sebastián Piñera e o senador Alejandro Guillier, de centro-esquerda. Uma pesquisa da empresa Cadem concluiu que há um empate técnico, com Piñera obtendo 39,8% das intenções de voto e Guillier, 37,3%.
A sondagem foi realizada com 1.442 pessoas e tem margem de erro de 2,6%. Também mostrou que 22,9% dos eleitores estavam indecisos ou planejavam não votar.
Piñera venceu o primeiro turno neste mês, mas a pesquisa mostra que o apoio a ele pouco cresceu. Ambos tentam, agora, avançar sobre eleitores de outros candidatos, até o segundo turno, marcado para 17 de dezembro.

Oposição assume a frente na contagem de votos em Honduras

Os primeiros resultados da eleição presidencial em Honduras, divulgados ontem, mostravam que Salvador Nasralla, candidato da Aliança da Oposição contra a Ditadura, de esquerda, liderava de forma surpreendente a disputa contra o atual presidente, Orlando Hernandez.
O presidente da Justiça Eleitoral, David Matamoros, anunciou que, com 57% dos votos contados, Nasralla tinha 45,7%, contra 40,2% de Hernandez. Ambos chegaram a anunciar vitória durante a madrugada, embora a contagem ainda não tivesse terminado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia