Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

Notícia da edição impressa de 30/11/2017. Alterada em 30/11 às 00h08min

Marcas gaúchas reforçam presença na China

Planta da Fras-le na província de Zhejiang vai ajudar na meta de duplicação do faturamento em cinco anos

Planta da Fras-le na província de Zhejiang vai ajudar na meta de duplicação do faturamento em cinco anos


/FRAS-LE/DIVULGAÇÃO/JC
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
A Fras-le programou para hoje a inauguração das novas instalações de sua fábrica em Pinghu, na Província de Zhejiang, na China, onde já opera há oito anos em instalações próprias. A nova planta, que faz parte da estratégia da companhia de duplicar seu faturamento em cinco anos, foi planejada para se transformar em plataforma de exportações para os países da região. A inauguração ocorre durante a realização da Automechanika Shangai 2017, que teve início ontem e segue até sábado, e onde a Fras-le expõe sua linha de produtos.
A unidade foi dimensionada em 15 mil metros quadrados de área construída, o que representa mais do que o dobro da atual, na mesma localidade, onde ocupava 6 mil m2. Os investimentos contemplam novos equipamentos e incremento de 2,5 vezes na área de manufatura que passa de 4,5 mil m2 para 11 mil m2, onde serão produzidas lonas e pastilhas de freio para veículos comerciais. Eduardo Manenti Vargas, general manager - Ásia, estima que sejam abertos 200 novos empregos nos próximos anos. A Fras-le Ásia terá capacidade para produzir, anualmente, até 5 milhões de peças em pastilhas e até 10 milhões de unidades de lonas. O volume inicial será de 1,75 milhão de pastilhas e 4 milhões em lonas, com aumento gradual ao longo dos anos. A Fras-le atua no mercado chinês desde 2001. A partir de 2006, passou a atendê-lo por meio de uma operação comercial fixada na China, até a instalação da fábrica em 2009. "Nossa presença na China foi fundamental para o projeto de internacionalização", define o presidente das Empresas Randon, David Randon, que prestigiará a inauguração.
A Marcopolo, também de Caxias do Sul, que tem fábrica na China desde 2005, recebeu autorização para operar em uma zona de estímulos às exportações. A empresa poderá importar componentes sem impostos e reexportar carrocerias prontas. De acordo com o CEO Francisco Gomes Neto, a companhia deverá investir em torno de US$ 1 milhão em adequações na fábrica já existente, projetando o início destas operações para o primeiro trimestre de 2018.
Atualmente, são exportadas em torno de 300 unidades, número que deve triplicar nos próximos cinco anos, de acordo com Gomes Neto. A fábrica está localizada em Chuangxin, na Província de Jiangyin; e os principais clientes, sediados no Leste da Ásia e na Região Asiático-Pacífica.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia