Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

Notícia da edição impressa de 28/11/2017. Alterada em 27/11 às 20h29min

Artecola Química inaugura hoje Centro de Inovação e Tecnologia em Campo Bom

Novo espaço foi criado para disseminar conhecimento nas mais diversas áreas

Novo espaço foi criado para disseminar conhecimento nas mais diversas áreas


/ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC
A Artecola Química inaugura hoje o novo Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), espaço criado para disseminar conhecimento através de capacitações para as mais variadas áreas. Com ambiente moderno e recursos tecnológicos como parte fundamental do processo de aprendizagem, o CIT integra um grande projeto de ecoinovação desenvolvido pela empresa junto à Finep. A inauguração está marcada para as 10h, na sede da empresa, em Campo Bom.
"O CIT foi construído com recursos da Finep e contrapartida da empresa, com foco na multiplicação do conhecimento sobre inovação. Além das equipes internas, também teremos espaço para que clientes e público externo possam realizar treinamentos no CIT", ressalta o presidente executivo da Artecola Química, Eduardo Kunst.
A Artecola Química atua com produtos que vão desde chapas para partes de automóveis ou estruturação e conforto de calçados, adesivos para colagem das mais diferentes aplicações (fraldas, móveis, cadernos, roupas, embalagens congeladas, entre muitos outros exemplos), até adesivos para construção civil e para consumidor final. A empresa opera com 10 plantas produtivas no Brasil, Argentina, Chile, Peru, Colômbia e México, bases de onde se estende para 18 países na América Latina.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia