Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

Notícia da edição impressa de 24/11/2017. Alterada em 24/11 às 08h18min

ParkShopping Canoas inaugura com atrações

Empreendimento recebeu aporte de R$ 500 milhões

Empreendimento recebeu aporte de R$ 500 milhões


/FREDY VIEIRA/JC
Thiago Copetti
Apresentado primeiro a convidados e aberto nesta sexta-feira ao público, o ParkShopping Canoas foi finalizado com um investimento de R$ 500 milhões - R$ 60 milhões acima do previsto inicialmente - e celebrado pelo grupo Multiplan como o melhor centro de compras da empresa no Brasil. Entre as razões para o aumento do valor previsto em 2015 está, justamente, a recente crise enfrentada pelo País, por mais curioso que pareça. "Para vencer a crise, temos que ser maiores do que ela", explicou o presidente da Multiplan, José Isaac Peres, que, em Porto Alegre, é responsável pelo BarraShoppingSul.
Somado aos investimentos dos lojistas, são R$ 750 milhões injetados na economia da cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com Peres, o ParkShopping Canoas é, a partir de agora, um modelo dentro do grupo. E quem visitar o centro do compras verá que a proposta é realmente diferenciada em atrações, arquitetura e conceito. Grandes paredes de vidro e uma passarela, por exemplo, conectam os consumidores com o Parque Municipal Getúlio Vargas, confirmando o que Peres diz ser um dos três pilares do negócio: natureza, diversão e comércio. A grande área verde ao lado do empreendimento se tornou uma aliada do negócio e foi "adotada" pela empresa.
No ano passado, em setembro, o grupo realizou uma extensão do parque, com investimento de R$ 14 milhões - o que incluiu 35 chafarizes para promover um show de águas dançantes, integrando luz e som, com tecnologia alemã. A natureza, ou melhor, a sustentabilidade, é um dos diferenciais do negócio. "Teremos instalado, aqui, o maior parque de geração de energia fotovoltaica sobre um prédio em toda a América do Sul. São 4.160 placas de geração de energia solar cobrindo o prédio", destacou o executivo.
O foco na sustentabilidade, explicou o vice-presidente de desenvolvimento do grupo, Marcello Barnes, foi uma das razões do aumento do investimento no local. Barnes ressalta, ainda, a economia que iniciativas como a geração de energia solar trarão para os lojistas. "Aliado a vidros inteligentes, que reduzem o calor interno, e sistema de ar-condicionado que consome menos, a geração de energia vai reduzir o custo mensal para os lojistas entre 15% e 20%", garante Barnes.
Outro ponto que elevou os valores finais da obra em relação ao previsto inicialmente foram as obras extras de infraestrutura no entorno, que foram reforçadas. Apesar de não ter recebido nenhum tipo de incentivo municipal, Peres elogiou a "diligência e a rapidez" da prefeitura (atual e anterior) na resolução de problemas. "Essa agilidade estimula os investimentos", assegurou o executivo.
Peres ressaltou, ainda, a confiança no sucesso do negócio dado a localização da cidade. O foco do empreendimento na Região Metropolitana vai além dos moradores da cidade e seus mais de 300 mil habitantes. Em mais de uma oportunidade, em conversa com jornalistas, Peres destacou o foco do centro de compras como alternativa de lazer e compras aos moradores também do Vale do Sinos. Projetado a partir de uma pesquisa do grupo que apontou a carência de um espaço comercial desse porte na região (são 264 lojas e cerca de 2,5 mil vagas para carros), o grupo deu início às obras em 2015, já em meio à crise, mas, em nenhum momento, diz Peres, se pensou em retroagir ou reduzir os planos. "Nós, ao contrário dos políticos, temos como regra fazer o que prometemos, e fazer bem feito. No caso deste shopping, podemos dizer que a realidade inclusive superou o sonho", comemorou Peres.
Para o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, o shopping criou um novo eixo de desenvolvimento na cidade, gerou 3 mil vagas de trabalho e oportunidades indiretas. "Esse empreendimento demonstra a capacidade de Canoas atrair investimentos. A partir de agora, Canoas não será mais um cidade dormitório, e sim um polo de atração de moradores definitivos", pondera Busato.

Os números do centro de compras

  • O shopping conta com 264 lojas, sete salas de cinema e um centro de eventos para 1,2 mil pessoas. A área construída é de 136 mil m² e 48 mil m² de Área Bruta Locável (ABL) 
  • Exibe, ainda, a maior arena de patinação no gelo do País Gerou 2,5 mil empregos diretos durante a obra e, agora, mais de 3 mil em sua operação 
  • O público potencial é de mais de 1 milhão de pessoas, levando-se em conta a área de influência na Grande Porto Alegre e na região do Vale do Sinos
  • A Multiplan investiu R$ 35 milhões em construções de vias, sinalizações, calçadas, subestações de energia e linha de transmissão 
  • Em setembro de 2016, a Multiplan inaugurou a expansão do parque Getúlio Vargas, um investimento de R$ 14 milhões, que criou uma área verde interativa e integrada ao shopping
  • A área verdade também conta com um anfiteatro com capacidade para 400 pessoas, e um lago artificial de 7.000 m² com decks e uma esplanada de acesso com espelho d'água. A área recebeu novo paisagismo com vegetação nativa
  • No parque, também foi instalado o show de águas dançantes com sonorização e iluminação sincronizadas: o equipamento, de fabricação alemã, conta com 35 chafarizes, dispostos em uma extensão de 100 metros, que lançam jatos de água com até 10 metros de altura, em movimentos associados ao ritmo de diversas músicas

Abertura às vésperas do Natal inclui roda gigante e sorteio de 10 carros

O novo empreendimento do grupo Multiplan abre as portas no dia de uma das maiores promoções internacionais do comércio - a Black Friday - e às vésperas do maior período de compras do comércio, o Natal. O que, apesar de positivo para estimular o movimento, também exigiu que o ParkShopping Canoas adotasse atrações mais grandiosas que a maioria dos centro comerciais concorrentes, inclusive os da Capital, para se destacar. As compras no local, com valores acima de R$ 250,00, darão direito, por exemplo, a concorrer a 10 Jeeps Renegade.
A decoração natalina também pode ser classificada como incomum. No próximo dia 30, o centro de compras acenderá as luzas da Árvore Iluminada, com 40 metros de altura e já instalada no parque Getúlio Vargas, com sistema de iluminação LED que formará cerca de 2 mil combinações de luzes e cores. Em dezembro, a ideia é proporcionar ao público uma visão aérea da cidade. Ao lado do ParkShopping, a Multiplan vai instalar a Roda Gigante-Brasil, com 30 metros de altura e 20 cabines fechadas.
O poder de atração de toda essa estrutura e das novidades que o centro de compras trará (como uma pista fixa de patinação no gelo) ainda não é dimensionado pelos empreendedores. Mas a aposta é alta. "Esperamos uma multidão. Não podemos fazer projeções, mas nos surpreende, desde já, a mobilização e os comentários que estamos recebendo, há algum tempo, pelas redes sociais", diz o superintendente do local, Marco Aurélio Jardim, que também responde pelo BarraShoppingSul.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia