Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 22/11 às 10h13min

Taxas futuras de juros rondam estabilidade, após abrirem com viés de alta

Os juros futuros rondavam a estabilidade por volta das 9h50min desta quarta-feira (22) após mostrarem viés de alta mais cedo. Segundo um operador de renda fixa, chamam atenção as declarações recorrentes do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que o governo "está longe" de conseguir os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência. Também o feriado desta quinta-feira (23) nos Estados Unidos (Dia de Ação de Graças) já estaria limitando a liquidez nos negócios.
Às 9h53min, o DI para janeiro de 2019 estava em 7,19%, mínima e mesma taxa do ajuste anterior (a máxima ficou em 7,20%). O DI para janeiro de 2020 marcava 8,43%, de 8,42% (máxima na abertura em 8,46%), enquanto o vencimento para janeiro de 2021 estava em 9,25%, igual ao ajuste de ontem (máxima mais cedo em 9,28%).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia