Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

tecnologia

Alterada em 22/11 às 09h13min

Hackers roubam dados de 57 milhões de usuários de Uber

Motoristas tiveram dados como nomes e números de carteiras de habilitação hackeados

Motoristas tiveram dados como nomes e números de carteiras de habilitação hackeados


UBER/DIVULGAÇÃO/JC
A Uber Technologies revelou que pagou US$ 100 mil a hackers para contornar um ataque cibernético que afetou 57 milhões de contas no ano passado. Além dos nomes, e-mails e telefones de milhões de usuários, a licença de cerca de 600 mil motoristas foram violadas, de acordo com o Uber.
O Uber disse que informações financeiras, como dados de cartão de crédito não foram roubados. A campanha afirmou que vai notificar os usuários que tiveram as contas afetadas nos próximos dias.
O Uber disse que demitiu seu chefe de segurança, Joe Sullivan, e o vice-chefe, Craig Clark, pela forma com que lidaram com a situação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia