Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 01/12/2017. Alterada em 30/11 às 21h23min

Ora, pombas!

GIUSEPPE CACACE/AFP/JC
As pombas são consideradas o símbolo da paz, mas, ao mesmo tempo, vistas como ratos com asas. Transmitem doenças derivadas dos fungos presentes nas fezes. E, nas marquises, são perigo extra, porque a mistura de urina e fezes é corrosiva. Enquanto isso, elas voam e são alimentadas em todo o mundo, inclusive em Hatta, nos Emirados Árabes Unidos. Bonitas - desde que não se fique embaixo delas - e perigosas.

Os perigos da rua

U ma preocupação a mais para os motoristas da Capital nestes tempos bicudos é a imprudência de pedestres que atravessam a via falando ao celular sem nem mesmo olhar para os lados. É impressionante como eles têm desdém pela própria vida. Outra atribulação é o vaguear de sem-teto, como se implorando por um atropelamento. Parafraseando Guimarães Rosa: dirigir é muito perigoso.

Historinha de sexta

Todo mundo estava lá, autoridades, lideranças municipais e regionais, o vigário mais um represente do Arcebispo. Todos para prestigiar a inauguração de uma barragem na Serra, nos anos 1950. A rádio local colocou alto-falantes em todo o perímetro. Foguetório atordoante adrede preparado. Microfone posto no alto da barragem, o prefeito tirou meio quilo de folhas de ofício cheias de palavras do discurso que faria.
No preciso momento em que o alcaide falou "senhores e senhoras", sua dentadura voou e submergiu na água mais rápido que um mergulhão. Boca murcha, o prefeito chegou ainda mais perto do microfone.
- Efa não! Efazia a represa!

Por falar em impropérios...

...como se rouba uma alma alheia?

Senadora vociferante

Expulsa do PMDB, a senadora Kátia Abreu (TO) despejou impropérios ao senador Romero Jucá (PMDB), chamando o colega de "canalha, crápula e ladrão de vidas e almas alheias". Do ponto de vista da sigla que a expulsou, nenhuma surpresa. Afinal, quem dança pouco não pode querer luz negra.

Cervejarias

O Centro de Eventos da Fiergs recebe, nesta sexta-feira e sábado, o Festival Sul-Americano de Cerveja. O cálculo é que 10 mil pessoas devem beber 10 mil litros fornecidos por 100 marcas. Não é um recorde. Afinal, é pouco mais que três copos de 310 ml por pessoa.

Segurança feminina

Crescendo cerca de 20% ao ano, o segmento de segurança privada no Estado tem atraído cada vez mais mulheres, inclusive em cargos de chefia. Entre outras vantagens sobre os homens, elas têm a habilidade de conciliação. A empresa de segurança Epavi emprega 2,5 mil mulheres, o equivalente a 33% da sua força de trabalho, comenta o diretor Renan Pires.

Breve aqui

Na contramão de muitos prefeitos gaúchos, a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), disse ao secretário estadual da Segurança, Cezar Schirmer (PMDB), que o município não só não quer um presídio como já tem área para oferecer à Susepe.

Novidade no Centro Histórico


CLAITON DORNELLES/JC
Há horas que o Centro Histórico da Capital não via uma construção empresarial de porte no miolo da área, agora na rua Andrade Neves. Em um dos prédios já está funcionando um estacionamento nos nove andares. Ao lado, o espaço está destinado a várias lojas ou a uma, dependendo dos interessados. Cabe ressaltar que o imóvel vai até a Rua da Praia, ao lado da Centro Cultural CEEE.
 

Miúdas

  • CHEGOU o mês dos previsores de 2018. Antigamente, eram videntes com bola de cristal. Hoje, são os economistas.
  • UMA das previsões mais recorrentes é sobre como a bolsa se comportará. Neste caso, é chute.
  • THE Economist desta semana destaca a crise humanitária no Iêmen, que atinge 21 milhões dos 28 milhões de habitantes.
  • SE colocassem um globo terrestre na sua frente, você saberia apontar o dedo para o Iêmen?
  • PAPAI Noel chega nesta sexta-feira, às 19h30min, no Shopping Total, com grande festa. E chega com renas 0 km.
  • CASCO Blindagens Especiais fez parceira com a Unicred para blindar carros dos médicos associados com condições especiais.
  • NELSON Rodrigues: "só acredito nas pessoas que ainda se ruborizam". Pena que estão extintas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
araceli do rosario soares pereira 03/12/2017 12h09min
alvissaras! afinal o centro histórico está se desenvolvendo! e quanto as pombas, elAS SÃO AS RESPONSÁVEIS POR INUMERAS DOENÇASn....E TE GENTE QUE VAI DAR COIDINHA PARA ELAS
JORGE ANTONIO BACKES 01/12/2017 07h36min
Meu primo, Ademar Oppermann, filho do Wilibaldo é papai noel no Total. Curte este trabalho mais que criança esperando ele no dia 25. E no dia visita creches asilos. Chega em casa pelas 4h da tarde e encerra o expediente.