Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

contas públicas

Notícia da edição impressa de 26/10/2017. Alterada em 25/10 às 21h51min

Simers lamenta perda de recursos para área da saúde

O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) lamenta que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) tenha recomendado a aprovação das contas do governo estadual relativas a gastos de 2016. O governador José Ivo Sartori (PMDB) deixou de aplicar R$ 885,4 milhões, conforme relatório do próprio TCE, em saúde pública. Em julgamento ontem, o pleno do TCE aprovou parecer pela aprovação.
"O TCE frustra, mais uma vez, a população gaúcha e auxilia o governo a transferir verbas, que obrigatoriamente deveriam ser gastas na saúde pública, para outras finalidades que afrontam a lei", critica o presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes. "Ao fazer isto, os conselheiros precisam assumir que estão colaborando para aumentar a dor, o sofrimento e o risco de mais mortes de gaúchos que padecem por falta de atendimento."
O Simers reforça que o governo estadual está descumprindo a lei que determina o investimento de 12% das receitas no SUS, previsto em lei federal. Os dados do sindicato são baseados no relatório do Ministério Público de Contas, que subsidia a apreciação dos conselheiros. Pelo segundo ano consecutivo, Sartori lançou como despesa em saúde de todos os gaúchos o que gastou com servidores no IPE-Saúde, pagamento de aposentadorias e pensões, e até com órgãos da administração.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia