Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de outubro de 2017. Atualizado às 23h01.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

gestão pública

Notícia da edição impressa de 10/10/2017. Alterada em 09/10 às 22h56min

Federasul defende ação política da classe produtiva

A classe produtiva precisa assumir o protagonismo político para não terceirizar as responsabilidades. A tese, defendida pela presidente da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), Simone Leite, foi, uma vez mais, reforçada no Seminário de Gestão Pública e Desenvolvimento Territorial na Expofeira, em Pelotas. Simone Leite abriu o seminário falando sobre engajamento cívico e protagonismo. Ela disse que está nas mãos da classe produtiva liderar e transformar.
Ao falar sobre "Liderança Política e a Moderna Gestão Pública", o ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite (PSDB) focou a gestão pública eficiente. Ela disse ser a favor das privatizações e falou sobre sua experiência como gestor. O último a falar no seminário, o ex-presidente do Banrisul Mateus Bandeira, do Partido Novo, enfatizou a necessidade da participação da sociedade no processo político. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia