Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 20/10/2017. Alterada em 19/10 às 21h12min

A prevenção de acidentes do trabalho

Alexandre Dias
O Brasil é a quarta nação do mundo que mais registra acidentes durante atividades laborais, atrás apenas de China, Índia e Indonésia. Desde 2012, a economia já sofreu um impacto de R$ 22 bilhões, por conta de pessoas afastadas de suas funções após sofrerem ferimentos durante o trabalho. Se fossem incluídos os casos de acidentes em ocupações informais, esse número poderia chegar a R$ 40 bilhões.
Atenta a este assunto, a Sociedade Gaúcha de Medicina do Trabalho (Sogamt) vai realizar, nos dias 26, 27 e 28 de outubro, a 24ª Jornada Gaúcha de Medicina do Trabalho e o I Fórum de Saúde e Segurança Ocupacional, na Amrigs, em Porto Alegre. Trata-se de um evento inédito que reunirá, além dos médicos do trabalho, engenheiros de segurança, técnicos de segurança, enfermeiros do trabalho e técnicos de enfermagem do trabalho. Seu principal objetivo é demonstrar a importância da atuação conjunta dessas áreas nas empresas.
A prevenção de acidentes, nas áreas de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho, apresenta-se como tema de alta relevância, porquanto os acidentes do trabalho e as doenças profissionais provocavam grandes apreensões às autoridades responsáveis e aos poderes constituídos. Isso porque a sua progressão, ano a ano, resultava em graves problemas e sérios prejuízos à nação. A pauta de discussões traz também as questões relativas à nova legislação trabalhista, que entra em vigor no mês que vem, e procura esclarecer, através de especialistas, as diferenças de procedimentos e a implantação da ISO 45001, que entra em vigor também neste ano e atualiza as questões que envolvem saúde do trabalhador e segurança ocupacional.
Presidente da Sociedade Gaúcha de Medicina do Trabalho
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia