Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Notícia da edição impressa de 19/10/2017. Alterada em 19/10 às 00h21min

No retorno de Luan, Grêmio fica no 0 a 0 com o Corinthians

Era o jogo da manutenção da esperança gremista em ainda brigar pelo título do Campeonato Brasileiro de 2017. Enfrentando o líder Corinthians, em São Paulo, o Tricolor buscava na noite de ontem uma vitória para diminuir a vantagem paulista para seis pontos e, nas nove rodadas restantes, ultrapassar o atual líder do campeonato. O triunfo não veio e o empate sem gols fez os gaúchos, praticamente, darem adeus à chance de levantar a taça. Por outro lado, Luan está de volta, e, com ele, o Tricolor é outro time em campo.
O primeiro tempo foi disputado de dois modos distintos. A primeira metade foi de um Grêmio jogando no campo adversário, trocando passes ofensivos - a presença de Luan, mesmo sem ritmo de jogo, dá outra qualidade à equipe de Renato - e tentando furar a defesa paulista. Na segunda metade, o quadro se inverteu. Quem passou a dominar foi o Corinthians, empurrando o Tricolor para a sua defesa.
Foram poucas as oportunidade de gol durante os 45 minutos iniciais. A melhor delas foi dos donos da casa. Aos 25 minutos, após cobrança de falta pela esquerda, Jô subiu entre a defesa gaúcha e desviou de cabeça. A bola passou perto da trave de Marcelo Grohe.
O Timão voltou do intervalo buscando abrir o placar logo no início da etapa final, mas não teve qualidade para vencer a firme dupla de zaga gremista. O Grêmio, por sua vez, abusou dos passes laterais, e infiltrou pouco na área adversária. Assim, os chutes de longa distância eram uma opção, e Edílson assustou Cássio ao arriscar aos 11 minutos e exigir boa intervenção do goleiro corintiano.
Os donos da casa levaram perigou ao gol gaúcho aos 24 minutos com chute perigoso de Maycon por sobre o gol. A melhor chance da etapa final, porém, foi do Tricolor. Aos 35 minutos, Edílson carimbou o travessão de Cássio em cobrança de falta pela esquerda da área.
Ao fim do confronto, o título ficou, se não impossível, muito distante para o Grêmio. Entretanto, o time teve uma atuação consistente, contou com o retorno de seu melhor jogador e mostrou um futebol para animar o torcedor que só pensa nas semifinais da Libertadores da América contra o Barcelona de Guayaquil.
Corinthians 0 x 0 Grêmio
Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel (Fellipe Bastos), Maycon, Jadson (Clayson), Rodriguinho e Romero (Marquinhos Gabriel); Jô. Técnico: Fábio Carille.
Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Arthur e Ramiro; Luan (Everton), Fernandinho (Beto da Silva) e Lucas Barrios (Jael). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 19/10/2017 11h38min
JOGOS DA SÉRIE A e SÉRIE B, ESTÁ RUIM DE SE VER!!!nnPreciso revelar algumas diferenças que notei no jogo do Boa Esporte 0 x 0 Internacional e Corinthians 0 X 0 Grêmio, mesmo sendo competições de nível diferente, principalmente na qualidade dos seus jogadores, não teve GOL. Na Série B poucos torcedores foram prestigiar o jogo lá em Varginha, e quem sabe não perderam nada, já que os jogadores não conseguiram desempenhar uma ótima partida de futebol para fazer pelo menos um GOL. Ontem lá em São Paulo pela Série A no jogo dos mosqueteiros, também foi tão ruim de ser ver porque os jogadores não conseguiram fazer nem mesmo um GOL anulado, mas o estádio era maior e tinha muitos torcedores. Para todos os jogadores a bola era redonda, o gramado verde, mas o nível de desempenho de todas as equipes foi tão paupérrima com a bola nos pés, que acabaram igualando as competições através de um futebol quadrado. Os líderes Corinthians e Internacional não tiveram competência para vencer o Grêmio e Boa de Varginha, e devido a isto todos os técnicos e jogadores estão no mesmo nível. Colorados estou feliz!!! Abs. Dorian Bueno, Google + Plus, POA, 19.10.2017nn