Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 15 de outubro de 2017. Atualizado às 18h21.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 15/10 às 19h21min

Em jogo movimentado, Sport e Atlético-MG empatam na Ilha do Retiro

Embalados por vitórias recentes, Sport e Atlético Mineiro tentaram ampliar o bom momento neste domingo, mas não conseguiram. Em um duelo movimentado na Ilha do Retiro, empataram por 1 a 1, em resultado ruim na busca pelos seus respectivos objetivos no Campeonato Brasileiro.
O Atlético-MG, afinal, chegou aos 38 pontos, em nono lugar, a três da zona de classificação para a próxima Copa Libertadores, tendo, ao menos, como boa notícia o fim do jejum de gols. Já o Sport, que acabou sendo dominado mesmo atuando como mandante, chegou aos 34 pontos, apenas dois acima da zona de rebaixamento.
Os times vão jogar em casa na 29ª rodada. O Atlético-MG receberá a Chapecoense na quarta-feira, no Independência. No dia seguinte, na Ilha do Retiro, o Sport duelará com o Santos.
Sport e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo movimentado na Ilha do Retiro, com muitas chances de gol, provocadas pelo excesso dos erros do sistema defensivo de ambas as equipes e também pela opção dos treinadores de apostarem em formações ofensivas.
Foi, aliás, em um erro da defesa do Atlético, na saída de jogo, que o Sport abriu o placar, logo aos nove minutos. Diego Souza foi esperto e deu um passe rápido para Patrick, que dominou a bola no peito e finalizou às redes.
O Atlético, porém, não se abateu e teve duas boas chances para empatar o jogo, em finalizações de Valdivia e Elias, que foram para fora, mas assustaram Magrão. O Sport também não deixou de atacar e quase ampliou em novo erro da defesa atleticana, dessa vez de Victor. No lance, o goleiro tentou cortar um lançamento, mas Juninho chegou antes e o driblou, finalizando fraco, o que facilitou o corte de Gabriel.
Entre sustos na defesa e lances de perigo no ataque, o Atlético conseguiu arrancar o empate antes do intervalo. Aos 37 minutos, Otero fez jogada individual pela ponta direita e cruzou para Fred, que deu um peixinho para marcar, encerrando um jejum de 12 gols sem ir às redes.
O início do segundo tempo foi de predomínio do Atlético. Mesmo atuando na Ilha do Retiro, o time assumiu o controle da posse de bola e ditou o ritmo do jogo. Otero teve uma boa oportunidade em finalização de fora da área, assim como Adílson que concluiu uma jogada após cobrança de escanteio. Nos dois lances, porém, o time não acertou a meta adversária.
O sufoco levou o técnico Vanderlei Luxemburgo a agir, promovendo as entradas de Thomás e Rogério no setor ofensivo. As alterações levaram o Sport a equilibrar o jogo, mas o time seguiu dando espaços para o Atlético. E o time seguiu perdendo oportunidades. Na melhor delas, aos 32 minutos, Elias lançou Cazares e o equatoriano tocou por cima de Magrão, mas para fora. Assim, o jogo terminou empatado em 1 a 1, ruim para ambos os times.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia