Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 13 de outubro de 2017. Atualizado às 16h21.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Alterada em 13/10 às 16h24min

Grêmio acerta salário com Luan, mas renovação ainda tem empecilhos

Atacante aceitou um salário menor do que pretendia para permanecer no tricolor

Atacante aceitou um salário menor do que pretendia para permanecer no tricolor


LUCAS UEBEL/Gremio FBPA/Divulgação/JC
Folhapress
Grêmio e Luan deram novo passo rumo à renovação de contrato do jogador. O atacante de 24 anos aceitou um salário menor do que pretendia para permanecer no clube gaúcho, sem se tornar o maior salário do time. Porém, ainda há duas pendências: a multa rescisória de 25 milhões de euros (R$ 93,5 milhões) e um acordo retroativo.
Independentemente do acordo, o Grêmio assume que Luan tem um valor retroativo a receber. A diferença entre o novo salário e o antigo será repassado ao jogador como se o contrato tivesse sido firmado em janeiro. No entanto, o clube tricolor quer parcelar este valor retroativo ao longo do contrato, ampliado até 2021. Esta situação ainda está em debate e não há acordo imediato.
A outra lacuna para discussão é a multa rescisória. O Grêmio não abre mão de um valor de 25 milhões de euros (R$ 93,5 milhões). Já a estafe do atleta considera o valor muito alto para o mercado atual, praticamente inviabilizando uma saída futura. A boa notícia para torcida gremista é o acordo salarial. Antes um dos principais impasses na renovação, Luan entrou em acordo em valores considerados 'normais' no mercado do futebol.
O Grêmio não aceitou colocar o atleta no topo dos vencimentos do time, e a única opção foi adaptar-se. Internamente o time tricolor crê na renovação. Novas reuniões -ainda sem datas- devem ditar os próximos passos da negociação
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia