Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de outubro de 2017. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

09/10/2017 - 22h41min. Alterada em 09/10 às 22h44min

Internacional vence duelo gaúcho e chega à nona vitória seguida no Beira-Rio

Damião cabeceia para anotar o único tento do Inter na noite

Damião cabeceia para anotar o único tento do Inter na noite


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
O retorno à elite do Campeonato Brasileiro está cada vez mais claro no horizonte do Internacional. Nesta segunda-feira, o time gaúcho chegou à 17.ª vitória e ficou ainda mais perto do acesso ao derrotar o Brasil, de Pelotas, por 1 a 0, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em jogo válido pela abertura da 29.ª rodada da Série B.
Esta foi a nona vitória seguida no estádio Beira-Rio, deixando o time colorado líder de forma absoluta. Chegou aos 57 pontos, abrindo 10 de diferença para o Oeste, o primeiro fora da zona de classificação. O Brasil, por sua vez, é o nono colocado com 37, praticamente sem chances de acesso.
O primeiro lance da partida mostrou que Internacional e Brasil-RS não estavam para brincadeira. Ao tentar fazer um passe para Leandro Damião, William Pottker se desentendeu com Marlon, trocou empurrões com o zagueiro pelotense logo no primeiro minuto e deixou o clima tenso. Ambos receberam cartão amarelo.
A energia do atacante colorado foi o único destaque positivo do Internacional na primeira etapa. A única chance efetiva de perigo saiu dos pés de William Pottker. Ele recebeu passe de Edenílson, mas finalizou em cima em cima de Marcelo Pitol. O rebote acabou nos pés do camisa 99, que fintou o goleiro pelotenses e finalizou na rede pelo lado de fora.
No mais, o time colorado foi presa fácil do forte esquema de marcação do Brasil e pouco chegou ao campo de ataque. Ainda na primeira etapa, em meio às paralisações, discussões e uma chuva de cartões amarelos - foram oito no total -, o Internacional encontrou espaço para abrir o placar no jogo aéreo Aos 50 minutos, Leandro Damião desviou com a cabeça na primeira trave o cruzamento de falta de D´Alessandro e marcou. Pouco antes, Victor Cuesta havia carimbado a trave em cabeçada.
A única coisa que os dois times não fizeram no intervalo foi esfriar a cabeça depois de um primeiro tempo tão tenso. Logo aos seis minutos, Eduardo Sasha se descontrolou e foi expulso por dar um pontapé em Éder. Apesar da inferioridade numérica, o Internacional seguiu mais perigoso pela qualidade técnica e carimbou a trave em finalização forte de Leandro Damião.
O Brasil ainda tentou sair para o campo de ataque, mas deixou espaço para o adversário. Com sua velocidade e explosão, Willian Pottker infernizou os defensores rivais. Primeiro, ele tentou resolver sozinho em arrancada, mas, de frente com Marcelo Pitol, finalizou para fora.
Na sequência, aos 30 minutos, o camisa 99 serviu Cláudio Winck em contra-ataque. O lateral-direito invadiu a área, encheu o pé e acertou a trave. Camilo e o uruguaio Nico López ainda tiveram a oportunidade de marcar, mas o placar seguiu no 1 a 0.
As duas equipes descansam uma semana e voltam a campo apenas no próximo dia 17 (terça-feira), pela 30.ª rodada. O Internacional visita o Boa, às 19h15, no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG) Um pouco mais tarde, às 20h30, o Brasil recebe o América-MG, no estádio Bento Freitas, em Pelotas.
Internacional 1 x 0 Brasil de Pelotas
Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Victor Cuesta e Uendel; Charles, Edenílson e D'Alessandro (Camilo); William Pottker, Leandro Damião (Nico López) e Eduardo Sasha. Técnico: Gurto Ferreira.
Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; João Afonso (Rafinha), Leandro Leite, Marcinho e Clayson; Misael (Juninho) e Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia