Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

EVENTOS

Notícia da edição impressa de 30/10/2017. Alterada em 29/10 às 20h21min

Federasul reúne núcleos jovens de entidades

Giovanni Tumelero (esquerda) e Mauro Belo Schneider (no palco) palestraram no evento

Giovanni Tumelero (esquerda) e Mauro Belo Schneider (no palco) palestraram no evento


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Júlia Fernandes
A Federasul, em parceria com a AJE POA e a Federação das Associações de Jovens Empresários do RS (Fajers), promoveu, na manhã de sexta-feira, a primeira reunião dos núcleos jovens das entidades empresariais do Estado. No encontro, o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, Filipe Sabará; o editor da plataforma GeraçãoE, do Jornal do Comércio, Mauro Belo Schneider; e o coach do Instituto Tânia Zambon, Michael Lopes D'ávila, debateram com os convidados sobre empreendedorismo e mobilização social.
Quem abriu a mesa foi a presidente da Federasul, Simone Leite, que enfatizou o renascimento da federação, que está completando 90 anos. "A gente percebe que cada vez mais jovens e mulheres estão se inserindo nesse meio, e é um ponto que precisa ser levado a sério", afirmou ela. Durante o evento, a frase "é preciso tirar do papel" foi repetida pelos empreendedores, que defendem a prática de iniciativas. A burocracia excessiva do País também ganhou destaque, fator que tem extrema importância no mundo dos negócios.
Foi discutida, ainda, a forma como o empreendedorismo é tratado, hoje, dentro das universidades. Rodrigo Costa, vice-presidente de integração da Federasul, comparou a realidade brasileira com a norte-americana. "Se você pensar nas universidades dos Estados Unidos, por exemplo, verá que eles já têm outra visão, pensam em uma iniciativa privada, em construir seus próprios negócios", comenta.
O papel da mídia neste movimento foi abordado pelo editor do GeraçãoE, Mauro Belo Schneider. Ele também apresentou a construção do projeto, que completou dois anos recentemente. Foi debatida a pouca visibilidade que o empreendedorismo tem nos veículos em geral, e, por este motivo, o caderno acaba se destacando, inovando e ganhando reconhecimento. "Nós temos um papel social muito forte, que é o de transformar a vida de quem aparece no GE", afirmou o editor.
O diretor de operações do JC, Giovanni Tumelero, reconheceu a importância de uma iniciativa como a do GeraçãoE. "Eu fico feliz em ver essa movimentação, porque é dever da mídia propagar e divulgar o que está acontecendo nesse meio, contribuindo com os empreendedores", expôs.
O representante do núcleo jovem da entidade, Paulinho Peres, finalizou com o compromisso da Federasul em ir além do discurso para focar em ação. "Não queremos que esse encontro fique apenas em pauta. Queremos engajamento dos jovens empresários nas causas do setor", concluiu.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia