Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Notícia da edição impressa de 26/10/2017. Alterada em 25/10 às 21h34min

Objetivo da Fraport é concluir 90% das obras no aeroporto Salgado Filho em dois anos

Grupo alemão pretende ampliar o terminal de passageiros e a pista, e investir em complexo de cargas

Grupo alemão pretende ampliar o terminal de passageiros e a pista, e investir em complexo de cargas


/FRAPORT/DIVULGAÇÃO/JC
Jefferson Klein
As melhorias que o grupo alemão Fraport pretende efetuar no aeroporto Salgado Filho começarão no início de 2018 e terão um acelerado ritmo de desenvolvimento. De acordo com a diretora executiva da Fraport Brasil, Andreea Pal, em dois anos, cerca de 90% das obras já deverão ter sido executadas.
"Em dois anos, vai se ter um aeroporto de ponta, moderno", afirma a dirigente. Até 2021, o grupo pretende investir em torno de R$ 600 milhões no Salgado Filho, sendo que a maior parte dos desembolsos acontecerá nos primeiros 24 meses. A empresa alemã venceu, em março, o leilão pela concessão do aeroporto de Porto Alegre, que é de 25 anos, podendo ser prorrogada por mais cinco anos.
O grupo arrematou o complexo ao ofertar um pagamento de R$ 382 milhões, montante 211% superior ao valor mínimo de outorga (R$ 123 milhões). Também foi atingido um ágio 835% superior ao previsto para o lance mínimo de oferta inicial (R$ 31 milhões). A companhia ganhou ainda a licitação quanto ao aeroporto de Fortaleza, no Ceará.
No Rio Grande do Sul, o grupo pretende ampliar o terminal de passageiros, investir em um terminal de cargas, construir um novo prédio-estacionamento, instalar um novo sistema automático de gerenciamento de bagagens e implementar novas pontes de embarque de aeronaves e Wi-Fi de alta velocidade. Além disso, a pista de pousos e decolagens, que tem atualmente 2.280 metros, será expandida em mais 920 metros. Para esse empreendimento ser finalizado, a companhia trabalha com um prazo até 28 de dezembro de 2021.
A Fraport espera que a realocação das famílias que se encontram muito próximas do entorno do aeroporto (ação necessária para concluir a ampliação da pista) ocorra até outubro de 2019. Também será feita a reconstrução do sistema de dragagem, que aumentará a segurança no momento de decolagem e aterrissagem. Andreea lembra que a questão do deslocamento das famílias está sendo tratada com os governos municipal e estadual, e a meta é fazê-la da forma mais pacífica e aceitável possível. A dirigente informa que no aeroporto de Déli, na Índia, a empresa viveu uma experiência semelhante.
A Fraport criou duas companhias aeroportuárias para operar os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza. Mas Andreea fixará residência na capital gaúcha e justifica a escolha pelo clima da cidade ser mais parecido com o que estava acostumada na Alemanha. A executiva esteve ontem em Porto Alegre, quando concedeu entrevista coletiva para a imprensa, no Sheraton Hotel.
Presente ao evento, o governador José Ivo Sartori destacou que as obras no Salgado Filho servirão para fortalecer a economia do Rio Grande do Sul e do País. Sartori reforça que o Estado possui uma posição estratégica dentro do Mercosul e o aprimoramento do aeroporto pode ajudar a atrair mais empresas para a região.
O diretor executivo do Grupo Fraport, Stefan Schulte, salienta que é muita responsabilidade assumir a gestão do Salgado Filho. No entanto o dirigente reforça que a empresa tem vasta experiência na administração de aeroportos. Com os complexos gaúcho e de Fortaleza, o portfólio de aeroportos administrados pela Fraport aumentará de 24 para 26 no início de 2018.
Conforme dados da Fraport Brasil, o aeroporto Salgado Filho recebeu 7,6 milhões de passageiros em 2016, sendo o 8º aeroporto mais movimentado do Brasil. De 2005 a 2016, o crescimento anual composto do aeroporto (CAGR) foi em média de 7,3%. O grupo estima que o tráfego na estrutura deve atingir aproximadamente 20 milhões de passageiros até 2043.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia