Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 15 de outubro de 2017. Atualizado às 21h26.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 16/10/2017. Alterada em 15/10 às 20h31min

A palavra evitada I

ACERVO FELIPE KUHN BRAUN/DIVULGAÇÃO/JC
Se há um problema filosófico verdadeiramente sério é o suicídio. Julgar se a vida merece ou não ser vivida é responder uma questão fundamental da filosofia. A frase do escritor francês Albert Camus (1913-1960) faz cada vez mais sentido. A palavra suicídio é como câncer, ninguém gosta de pronunciá-la. Em décadas passadas, dizia-se dos suicidas que cometeram um "tresloucado gesto". A depressão não era associada ao suicídio.

A palavra evitada II

Suicida não ia para o "céu" católico. E no tempo da imigração alemã, os túmulos dos suicidas deveriam ficar fora do limite dos cemitérios, como se observa neste antigo cemitério no interior de Santa Clara do Sul, registrado pelo historiador Felipe Khun Braun no seu livro "A Morte". Curioso que nos cemitérios da colônia italiana os alcoólatras também eram enterrados em separado. Triste sina. Na vida e na morte.

O de sempre, mas pior

Historicamente o Vale do Caí sofre com as enchentes do seu rio, que nasce em Cambará do Sul com o nome de arroio Santa Cruz. O que piora o quadro é a destruição da mata ciliar e o também histórico assoreamento do leito do rio. Mas não é só nele que este fenômeno ocorre. Cuidamos mal ou nem cuidados dos nossos rios há muito tempo. A fatura veio.

Lançamento histórico

O BRDE fará um megaevento às 10h30min desta quinta-feira no Palácio Piratini para anunciar a ampliação do Programa Rede de Municípios e a assinatura do termo de cooperação técnica do banco com a Fundação Getulio Vargas, com vistas a PPP's e concessões. Mais tarde, às 15h, o presidente da FGV, Carlos Simonsen Leal, fará palestra para empresários no BRDE.

Sexta-feira gorda


FERNANDO ALBRECHT/ESPECIAL/JC
Nem a hotelaria e nem os restaurantes que ficaram abertos na sexta-feira podem se queixar do feriadão. Foi uma tempestade perfeita reunindo fãs de Paul McCartney do Interior, participantes do Congresso Brasileiro de Educação Médica e de encontro também nacional de pesquisa de pós-graduação em Geografia. A foto mostra o corredor dos restaurantes do Mercado Público, com destaque para a fila de espera para o Gambrinus.
 

Surge o Intercena...

Não podemos nos queixar de iniciativas pioneiras na área cultural. Um projeto inovador na área da Cultura vai beneficiar Porto Alegre a partir de novembro, o Intercena. Patrocinado pela Braskem, vai focar com profundidade a Economia da Cultura em tempos de desalento com a "política na cultura", de acordo com Alexandre Vargas, idealizador do projeto.

...nas artes cênicas

A primeira edição do Intercena promoverá uma capacitação para 22 companhias de artes cênicas do Estado, uma rodada de negócios com mais de 30 curadores e programadores de festivais nacionais e internacionais e ainda realizará o 1º Seminário Internacional Sobre Festivais de Artes Cênicas.

Biblioteca Pelotense

Jornalista Klécio Santos, que será o patrono da Feira do Livro de Pelotas, lança livro contando os 140 anos da Bibliotheca Pública Pelotense. A obra é repleta de curiosidades da gênese da instituição, O apoio é da Celulose Riograndense. O lançamento na Capital será no Margs dia 19/10, às 19h.

Miúdas

  • DO leitor CM Marques: "Brasileiro tem pavor de assumir qualquer posição que não seja a da moda".
  • MESMO com vencimentos depositados desde sexta-feira, municipários seguem em greve. Aí já é birra.
  • SÃO Paulo tem a festa de N. S. Aparecida. Porto Alegre a de N. S. dos Navegantes. A santa é a mesma.
  • CADA país tem seu lado bom e outro ruim. A Noruega ter problemas sérios de alcoolismo é o ruim.
  • EM média, o país tem apenas um homicídio por semana. A população é menor que a nossa, mas mesmo assim impressiona.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia