Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de setembro de 2017. Atualizado às 22h51.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

palácio Piratini

Notícia da edição impressa de 12/09/2017. Alterada em 11/09 às 22h11min

Estado paga parcela de R$ 1,2 mil de salários atrasados

O governo do Estado depositou R$ 400,00 no dia de ontem, e paga outros R$ 800,00, na manhã de hoje, para os servidores vinculados ao Poder Executivo. Com isso, os funcionários com rendimento líquido de até R$ 2 mil, 54% do total, estarão com os salários de agosto em dia, depois de um atraso de 11 dias em relação à data oficial de pagamento.
Com o depósito de R$ 2 mil por matrícula, o Estado conseguirá integralizar os salários para 75% do magistério, que é a maior categoria do serviço público. Para efetuar o repasse de mais R$ 1,2 mil por vínculo, a Secretaria da Fazenda precisou dispor de R$ 317 milhões em caixa. Além do ICMS, a arrecadação contempla ainda o primeiro repasse federal do mês do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)-Exportação. Está mantido para amanhã o compromisso de integralizar os salários dos servidores em atraso. Até o momento, de uma folha que fechou o mês em R$ 1,143 bilhão (sem considerar as consignações e tributos), a Fazenda reuniu pouco mais de R$ 588 milhões. O Executivo tem cerca de 344 mil matrículas entre servidores ativos, inativos e pensionistas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia