Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 17h20.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

08/09/2017 - 16h33min. Alterada em 08/09 às 17h21min

Após ser preso, ex-ministro Geddel Vieira Lima chega a Brasília

Geddel pode precisar passar a noite desta sexta na carceragem da Polícia Federal

Geddel pode precisar passar a noite desta sexta na carceragem da Polícia Federal


VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL/JC
Folhapress
O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) chegou a Brasília por volta das 16h desta sexta-feira (8). Preso em Salvador, o peemedebista vai fazer exames no IML e depois deve ser levado para a Papuda (DF).
De acordo com as regras do presídio, detidos só podem entrar até as 17h - mas cabe pedido de prorrogação. Por isso, há uma chance de que ele precise passar a noite desta sexta na carceragem da PF, o que deve ser definido nas próximas horas.
No mesmo presídio está Lucio Funaro, investigado na mesma operação que Geddel e pessoa decisiva para a primeira prisão do ex-ministro, em julho.
Essa é a segunda vez que Geddel irá para a Papuda. Na primeira, depois de ser preso no dia 3 de julho, ele teve de dividir cela com nove detentos -havia capacidade para 12 pessoas, com quatro treliches.
Havia apenas chuveiro frio no local e um espaço para necessidades fisiológicas. O ex-ministro teve o cabelo cortado, à época, assim que chegou à Papuda, mas não ficou careca.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia