Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de setembro de 2017. Atualizado às 00h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

olimpíadas

Notícia da edição impressa de 14/09/2017. Alterada em 13/09 às 21h18min

COI oficializa Paris e Los Angeles como sedes dos Jogos de 2024 e 2028

Conforme já esperado, o Comitê Olímpico Internacional (COI) oficializou Paris e Los Angeles como respectivas sedes dos Jogos de 2024 e 2028. A confirmação ocorreu ontem, após a realização de uma votação simbólica em Lima, no Peru, que abriga encontro do Comitê Executivo do órgão, pois já havia sido selado anteriormente um acordo para que as duas cidades se tornassem palcos destas duas edições do grande evento.
A decisão foi histórica também pelo fato de que, pela primeira vez, o COI anunciou simultaneamente as  sedes de duas diferentes Olimpíadas. Isso acabou acontecendo depois de uma série de cidades abandonarem o processo de candidatura para abrigar a edição de 2024.
O fato, propiciado principalmente pelos altos custos que inviabilizaram a continuidade de Hamburgo, Roma e Budapeste na disputa, colocou em xeque o atual processo de seleção das sedes promovido pelo COI, que se viu obrigado a aceitar um acordo prévio entre Paris e Los Angeles. As duas cidades concluíram que não teriam nada a ganhar como rivais na disputa para abrigar uma Olimpíada e acordaram que cada uma delas seria sede de uma das edições dos Jogos.
Paris e Los Angeles receberão o evento pela terceira vez. A capital francesa já abrigou os Jogos em 1900 e 1924, enquanto a cidade norte-americana foi palco da competição em 1932 e 1984.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia