Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de setembro de 2017. Atualizado às 07h59.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 22/09 às 08h04min

Bolsa de Tóquio fecha em baixa com Coreia do Norte de volta ao radar

A Bolsa de Tóquio fechou em baixa nesta sexta-feira (22), interrompendo uma sequência de quatro pregões positivos, à medida que renovadas preocupações com a Coreia do Norte estimularam investidores a realizar lucros.
O Nikkei encerrou os negócios de hoje com queda de 0,25%, a 20.296,45 pontos. Ao longo da semana, porém, o índice japonês acumulou valorização de 1,94%.
A Península Coreana voltou ao radar após o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, afirmar ontem em Nova Iorque que o país pode considerar realizar um teste nuclear de "escala inédita" no Oceano Pacífico.
Antes disso, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, afirmou estar estudando uma "dura contramedida do mais alto nível" em resposta ao recente alerta do presidente Donald Trump de que os EUA irão aniquilar a Coreia do Norte caso sejam obrigados a defender a si próprios ou a seus aliados da ameaça nuclear representada por Pyongyang.
Já no mercado de bônus do governo japonês (JGBs), o rendimento do papel de 10 anos recuou meio ponto-base nesta madrugada, a 0,020%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia