Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de setembro de 2017. Atualizado às 12h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Siderurgia

Alterada em 19/09 às 12h49min

Usiminas elevará preços em 10,2% a partir de 5 de outubro, diz Inda

A Usiminas anunciou na segunda-feira (18) um aumento de preços de 10,2% de seus produtos, que deve entrar em vigor a partir do dia 5 de outubro para a rede de distribuição, disse o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda), Carlos Loureiro. A CSN já havia anunciado um ajuste de 10,7%, para o dia 1º de outubro.
"Os resultados ainda estão fracos e as usinas estão precisando desses aumentos", disse o executivo.
Do outro lado, as importações de aço já sinalizaram que devem crescer mais em setembro, visto que embarques já saíram da China em direção ao Brasil.
A onda de aumentos do preço do aço no mercado doméstico brasileiro está sustentada hoje na alta dos preços do aço no mercado chinês, explicou o presidente da entidade. No entanto, Loureiro destaca que o spread atual entre o valor do aço negociado e o custo das matérias-primas na China está em um patamar mais elevado historicamente.
Com a implementação do aumento de preços em outubro, o Inda estima que o prêmio do aço, que é o diferencial do preço do produto nacional em relação ao importado, deverá crescer para uma faixa entre 10% e 12%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia