Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 17h20.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

04/09/2017 - 08h34min. Alterada em 04/09 às 08h34min

Xi Jinping anuncia 500 milhões de iuanes para plano de cooperação intra-Brics

Presidente chinês disse que há grande potencial para aprofundamento da cooperação entre os países

Presidente chinês disse que há grande potencial para aprofundamento da cooperação entre os países


FRED DUFOUR/POOL/AFP/JC
Agência Brasil
O presidente chinês, Xi Jinping, anunciou nesta segunda-feira (4), durante a sessão de abertura da 9ª cúpula de chefes de Estado e de Governo do Brics (grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul) na cidade chinesa de Xiamen, que o país asiático vai lançar um plano de cooperação econômica de 500 milhões de iuanes (cerca de R$ 250 milhões) para facilitação do comércio e dos investimentos intrabloco.
Anfitrião do encontro de alto nível, o presidente chinês disse que há grande potencial para aprofundamento da cooperação entre os cinco países. Ele destacou que dos US$ 197 bilhões dos investimentos externos feitos pelos cinco membros no ano passado, apenas 5,7% foram destinados aos países do Brics.
Para reforçar o Novo Banco de Desenvolvimento, conhecido como Banco do Brics, Xi Jinping também informou que vai destinar mais US$ 4 milhões para a instituição multilateral, que financia projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável nos países-membros.
O presidente lembrou da importância do grupo para manter a paz mundial e garantir uma ordem global com mais equidade. "O Brics é importante para falar como voz única com o fim de promover um ambiente de paz internacional, uma globalização inclusiva e para reduzir o protecionismo", disse.
O líder chinês também ressaltou a necessidade de reforma da governança econômica global para reforçar a representatividade dos mercados emergentes, com o objetivo de diminuir a lacuna de desenvolvimento entre o Norte e o Sul.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia