Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 24 de setembro de 2017. Atualizado às 22h04.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Notícia da edição impressa de 25/09/2017. Alterada em 22/09 às 18h50min

Gestão

Cada vez mais as empresas têm focado na gestão de competências, método dos setores de recursos humanos que consciente na observação e desenvolvimento de pessoas capacitadas para realizar determinadas atividade. Com a emergência na busca por esse modelo de gestão, grande discussão tem sido feita, tanto no meio acadêmico quanto no ambiente organizacional.
Dividido em cinco capítulos, o livro Mapeamento de Competências - 2ª edição, de Hugo Pena Brandão, aborda o conceito e a descrição operacional, a gestão, os métodos, as técnicas e os instrumentos utilizados para realizar o mapeamento de competências e suas aplicações. O último é voltado para o ensino didático, através de exemplos ilustrativos, o autor descreve experiências e oferece exercícios práticos e gabaritos comentados. Conceitos de competência no trabalho, processos de mapeamento de competências e suas aplicações no campo de gestão de pessoas, estão entre os principais assuntos discutidos pelos especialistas. Processo fundamental nesse contexto, o mapeamento das competências relevantes ao sucesso organizacional necessita ser realizado com precisão, objetividade e rigor metodológico, para que possa orientar práticas de gestão de pessoas.
Com mais de 20 anos de experiência, o autor recomenda o livro para profissionais da área de gestão de pessoas, especialmente para pessoas responsáveis por realizar os processos de mapeamento de competências.
Mapeamento de Competências - 2ª edição; Hugo Pena Brandão; Editora Atlas/Grupo Gen; 192 páginas; R$ 90,00

Direito

Segundo pesquisa da especialista Camila Berni, o mercado jurídico é composto por quase 1 milhão de advogados, 42 mil sociedades de advogados constituídas, além de 3 milhões de bacharéis em Direito. Gerir uma banca de advocacia inspirada nas técnicas e métodos utilizados pela Disney, tanto na organização interna do negócio como no relacionamento e na fidelização de clientes, e a excelência em serviços na advocacia são matéria fundamental para as sociedades de advogados e advogados individuais.
No livro Gestão de escritório de advocacia: o modelo de excelência da Disney aplicado à advocacia para encantar clientes, Camila apresenta as técnicas e os métodos de gestão que, segundo a autora, são utilizados pela maior companhia do mundo e referência em excelência em serviço. O principal ponto destacado no livro são as altas taxas de fidelização de clientes da Disney, que ultrapassam 70%, o que se reflete no resultado financeiro do negócio. O livro aborda os assuntos de maneira didática, por meio de exercícios práticos, com o objeto de incentivar o leitor a aplicar imediatamente os ensinamentos dentro de seu escritório.
Além disso, a obra apresenta uma visão estratégica do negócio da advocacia, para todos os portes e segmentos de atuação, que contribuirá para a sustentabilidade do negócio em longo prazo. A experiência da autora torna o livro inovador. 
Gestão de escritório de advocacia: o modelo de excelência da Disney aplicado à advocacia para encantar clientes; Camila Berni; Editora Empório do Direito; 178 páginas; R$ 45,00
 

Feminismo

"Se a economia é a ciência do interesse pessoal, como a mulher se encaixa nela?" Este questionamento é um trecho do livro O lado invisível da economia - Uma visão feminista, escrito pela jornalista e apresentadora de televisão sueca, Katrine Marçal.
A jornalista explica no livro como as bases teóricas da economia ignoram a mulher, quando sugerem que o papel feminino era apenas realizar as tarefas domésticas. Séculos depois, essa mesma lógica segue sendo imposta, ou seja, a mulher continua sendo excluída das teorias econômicas. O resultado é o que constatamos com frequência na sociedade: mulheres, geralmente, realizam jornada dupla ao gerir carreira e família.
Todas as teorias desenvolvidas por Katrine são acompanhadas de dados, a autora defende que a única solução para uma sociedade mais igualitária é o pensamento econômico mais feminista. O livro não explora apenas o problema da mão de obra feminina, mas as bases sobre as quais a economia como ciência foi fundada e o que o feminismo pode fazer para transformá-la.
Se as mulheres tivessem tido a oportunidade de participar mais ativamente do desenvolvimento dos modelos econômicos, a figura do "homem econômico" poderia ser bem diferente, e, para a autora, isso explica por que a economia atual funciona mais para os ricos do que para os pobres, e muito mais para os homens do que para as mulheres.
O lado invisível da economia - Uma visão feminista; Katrine Marçal; Editora Alaúde; 216 páginas; R$ 32,00
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia