Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 28 de agosto de 2017. Atualizado às 21h18.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Relações internacionais

Alterada em 28/08 às 21h19min

Premiê do Japão convoca reunião de emergência na ONU após lançamento de míssil

Abe disse que o governo estava "completamente ciente" e monitorando o lançamento de mísseis

Abe disse que o governo estava "completamente ciente" e monitorando o lançamento de mísseis


TORU YAMANAKA/AFP/JC
O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse a jornalistas que vai pedir urgentemente uma reunião na Organização das Nações Unidas (ONU) para discutir uma resposta ao lançamento de um míssil pela Coreia do Norte que sobrevoou hoje o terreno japonês.
Abe disse que o governo estava "completamente ciente" e monitorando o lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e que está preparado para proteger as vidas das pessoas.
Abe ainda afirmou que o Japão estará preparado para responder "a todas as situações" sob a aliança bilateral com os EUA para proteger a segurança.
Autoridades japonesas disseram que não houve danos a navios ou qualquer outra estrutura quando o míssil sobrevoou o Japão e caiu no mar.

 

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia