Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 31 de agosto de 2017. Atualizado às 00h17.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Coreia do Norte

Notícia da edição impressa de 31/08/2017. Alterada em 30/08 às 20h40min

Solução diplomática não está descartada, diz secretário

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, disse a repórteres ontem que não descarta uma resolução diplomática com nenhum país. A declaração foi dada horas após o presidente Donald Trump dizer no Twitter que "dialogar não é a resposta" para lidar com o regime da Coreia do Norte.
O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, já sinalizou que poderia haver negociações diretas com a Coreia do Norte. Trump e outras autoridades se pronunciaram sobre o tema após o regime lançar um míssil que cruzou o espaço aéreo japonês antes de cair no Oceano Pacífico, na terça-feira.
Ontem, pelo segundo dia seguido, Trump falou por telefone com o premiê do Japão, Shinzo Abe, sobre a "cooperação próxima" entre os países para lidar com o lançamento do míssil. No mesmo dia, o governo dos EUA anunciou que realizou com sucesso um teste defensivo, que interceptou um míssil balístico perto da costa do Havaí.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia