Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 21 de agosto de 2017. Atualizado às 17h04.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Festival de Gramado

21/08/2017 - 01h17min. Alterada em 21/08 às 17h06min

Júri de Mostra Gaúcha destaca ousadia de realizadores

Todos os vencedores da Mostra Assembleia Legislativa de Curtas Gaúchos com seus troféus

Todos os vencedores da Mostra Assembleia Legislativa de Curtas Gaúchos com seus troféus


Diego Vara/Pressphoto/Divulgação/JC
Caroline da Silva, de Gramado
O júri da Mostra Gaúcha de Curtas – Troféu Assembleia Legislativa, no 45º Festival de 45º Festival de Cinema de Gramado, surpreendeu em uma decisão política ao eleger o documentário Secundas, de Cacá Nazario, como o melhor filme da seleção – sendo que o título não foi destacado em nenhuma outra categoria. A produção retrata o movimento de ocupações escolares ocorrido no Estado no ano passado e é uma espécie de manifesto. O discurso do diretor ao receber o prêmio foi contra os governos atuais, afirmando que alguém precisa dizer o que está acontecendo de fato.
O cineasta (coautor de Sobre sete ondas verdes espumantes, 2013, tendo como tema Caio F. Abreu) contou ao Jornal do Comércio que trabalha em uma continuação do projeto agraciado, com um longa-metragem de ficção inspirado em Babi, uma das estudantes secundaristas do documentário. “O filme será a partir dessa personagem, sim. Já comecei a escrever.”
A cerimônia ocorreu na noite deste domingo, 20 de agosto, no Palácio dos Festivais. A premiação destacou ainda realizadores em outras 12 categorias, distribuindo um total de 45 mil reais em dinheiro.
Outro destaque entre os laureados foi Sob águas claras e inocentes, de Emiliano Cunha (escolhido como melhor diretor), filmado no bairro Cidade Baixa, contabilizou quatro troféus. Temporal, de Gabriel Honzik, e Yomared, de Lufe Bollini, receberam três prêmios cada. De uma forma geral, foram reconhecidos pelos jurados os realizadores que trabalharam com as temáticas e formas de narrativas mais ousadas entre os 18 filmes exibidos na mostra.

PREMIADOS

  • Melhor filme: Secundas, de Cacá Nazario
  • Melhor direção: Emiliano Cunha por Sob águas claras e inocentes
  • Melhor ator: João Pedro Prates em 1947
  • Melhor atriz: Mariana Yomared em Yomared
  • Menção honrosa: elenco de Sob águas claras e inocentes
  • Melhor roteiro: Gabriel Honzik por Temporal
  • Melhor fotografia: Carine Wallauer por Temporal
  • Melhor direção de arte: Eduardo Reis por Solito
  • Melhor música: Mariana Yomared e Banda da Convenção de Malabares de Florianópolis em Yomared
  • Melhor montagem: Lufe Bollini em Yomared
  • Prêmio Aquisição TVE: Gestos, de Alberto Goldim e Júlia Cazarré
  • Menção honrosa: Sena, o fio em prosa, de Marcelo da Rosa Costa e Cacá Sena
  • Prêmio do Júri da Crítica: Sob águas claras e inocentes, de Emiliano Cunha
  • Melhor edição de som: Ivan Lemos e Thiago Gautério por Temporal
  • Melhor produtor-executivo: Ausang, Davi de Oliveira Pinheiro, Emiliano Cunha e Pedro Guindani por Sob águas claras e inocentes
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia