Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 20 de agosto de 2017. Atualizado às 16h09.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Cinema

20/08/2017 - 16h07min. Alterada em 20/08 às 16h12min

Ator e comediante Jerry Lewis morre aos 91 anos

Ator ficou famoso na década de 1950 como artista de comédia em clubes, na televisão e no cinema

Ator ficou famoso na década de 1950 como artista de comédia em clubes, na televisão e no cinema


LOIC VENANCE/AFP/JC
Folhapress
O veterano ator e comediante Jerry Lewis morreu neste domingo (20), aos 91 anos, em sua casa nos Estados Unidos. A morte de Lewis foi confirmada por seu agente, de acordo com a revista americana Variety. Morador de Las Vegas há muito tempo, Lewis vinha sofrendo há anos com várias doenças, incluindo ataques cardíacos, problemas pulmonares e dor crônica nas costas.
O ator ficou famoso na década de 1950 como um artista de comédia em clubes noturnos, na televisão e no cinema. Ao lado de Dean Martin estrelou "The Nutty Professor" e "The Bellboy". Jerry não é só um comediante, mas dançarino, produtor, diretor, roteirista, coreógrafo e filósofo. Lewis estrelou mais de 45 filmes em uma carreira que abrange cinco décadas.
Filho de judeus ortodoxos, Lewis criou a Associação da Distrofia Muscular, que promove o Teleton para arrecadar fundos para pesquisas contra a doença que ele próprio contraiu e superou. Ele começou a apresentar o Teleton no Dia do Trabalho em 1952 e se aposentou do evento em 2011.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia