Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 13 de agosto de 2017. Atualizado às 22h47.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Notícia da edição impressa de 14/08/2017. Alterada em 13/08 às 22h38min

Teste rápido para dengue já está disponível

O teste rápido para detecção de dengue e chikungunya passou a integrar os procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira passada. Transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, as doenças podem ser confundidas, por terem sintomas semelhantes, como febre alta, dor de cabeça e dores musculares.
Os estados e municípios vão receber 2 milhões de testes rápidos para detectar dengue e 1 milhão para chikungunya. Pessoas de qualquer idade que apresentem os sintomas e tenham o cartão SUS poderão realizar o teste. Além de permitir o diagnóstico precoce, o exame permitirá mais precisão aos dados epidemiológicos no País.
Para o zika vírus, o teste rápido também está disponível no SUS e é voltado para gestantes e crianças de até 1 ano de idade. O procedimento verifica se o paciente está com o vírus em atividade ou se já foi infectado em algum momento da vida. O resultado sai em 20 minutos.
Entre 1 de janeiro e 24 de junho deste ano foram registrados 192.123 casos prováveis de dengue e 57 óbitos tiveram confirmação no País, segundo o Ministério da Saúde. De chikungunya, foram 131.749 casos prováveis, dos quais 66.576 acabaram confirmados. No período, houve a confirmação, por exames laboratoriais, de 51 óbitos. Em 2016, foram registrados 1.483.623 casos prováveis de dengue e 230.410 de chikungunya.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia