Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 16h29.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

eliminatórias da copa

31/08/2017 - 20h51min. Alterada em 31/08 às 20h51min

Colômbia para em goleiro de 19 anos e fica no empate sem gols contra a Venezuela

Seleções não saíram do zero no placar

Seleções não saíram do zero no placar


JUAN BARRETO/AFP/JC
A Colômbia desperdiçou nesta quinta-feira uma excelente chance de se aproximar da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. Mas diante da já eliminada Venezuela, ficou apenas no empate por 0 a 0 no estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, em solo venezuelano, pela 15.ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. A seleção do atacante Falcao García até pressionou bastante, mas parou na excelente atuação do goleiro Wuilker Fariñez, de apenas 19 anos.
O resultado deixou os colombianos com 25 pontos e impediu que se garantissem na segunda posição. E a seleção tem agora um difícil desafio pela frente: desafia o Brasil na próxima terça-feira, às 17h30 (de Brasília), em Barranquilla. Já a Venezuela, lanterna com apenas sete pontos, encara a Argentina fora de casa.
Com o meia James Rodríguez recuperando-se de contusão e sem condições de atuar, além de Borja no banco de reservas, a Colômbia apostava boa parte de suas fichas em Falcao García. E o atacante do Monaco, campeão francês na última temporada, fez valer no início o seu bom momento.
Foi dele a primeira grande chance aos 28 minutos, após receber cruzamento. Falcao García cabeceou no alto, forte, e quase abriu o placar. Mas Wuilker Fariñez salvou com uma bela defesa - um dos destaques da seleção venezuelana, que ficou com o vice no último Mundial Sub-20.
Embora jogasse contra o lanterna das Eliminatórias e precisasse do triunfo para encaminhar a classificação ao Mundial de 2018, a Colômbia sofria sem James Rodríguez e pouco criava. As demais chances do primeiro tempo vieram em lances fortuitos. Em chute de fora da área, Yimmi Chará exigiu outra boa defesa de Fariñez. Carlos Sánchez também aproveitou cobrança de escanteio e finalizou rasteiro para fora.
E a Venezuela, diante da passividade do rival, aproveitou o apoio da torcida e passou a pressionar. Com o meia Otero no banco de reservas, mas com o atacante Josef Martínez inspirado, a seleção da casa também assustava o goleiro Ospina. A grande chance do primeiro tempo veio aos 34 minutos, quando Martínez arriscou de fora da área, forte, no ângulo. A bola, contudo, parou no travessão.
A Colômbia até voltou melhor no segundo tempo e pressionou nos minutos iniciais. Mas em boa finalização de Cuadrado e cabeçada de Falcao García, novamente parou nas grandes defesas de Wuilker Fariñez.
Otero, então, foi a campo e a Venezuela melhorou. E, já aos 25 minutos, após jogada de Murillo, Rondón recebeu cruzamento rasteiro dentro da pequena área e bateu prensado com a zaga, no canto, mas Ospina esticou a perna e evitou o gol. O meia do Atlético Mineiro também chutou com perigo pouco depois e exigiu boa defesa do goleiro.
O duelo permaneceu movimentado, sem muita organização tática e com boas chances criadas, até os minutos finais. Mas os dois goleiros, especialmente Wuilker Fariñez, seguiram com grande atuação e evitaram o gol. Pior para a Colômbia, que desperdiçou grande chance de se aproximar da classificação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia