Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de agosto de 2017. Atualizado às 00h28.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

Copa do Brasil

Notícia da edição impressa de 17/08/2017. Alterada em 17/08 às 00h19min

Grêmio sai na frente por vaga na final

Lucas Barrios (e) marcou o único gol da vitória tricolor ontem à noite

Lucas Barrios (e) marcou o único gol da vitória tricolor ontem à noite


UCAS UEBEL/UCAS UEBEL/GREMIO FBPA/DIVULGAÇÃO
Deivison Ávila
Mais de 45 mil pessoas assistiram uma partida que poderia ser, tranquilamente, uma final de Copa do Brasil. Em campo, nove títulos do torneio de mata-mata - cinco do Grêmio e quatro do Cruzeiro. Porém, a partida de ontem na Arena foi apenas a primeira das semifinais, e quem saiu na frente foi o Tricolor. A vitória por 1 a 0 permite que os comandados de Renato Portaluppi joguem por qualquer empate ou derrota por um gol desde que marquem em Belo Horizonte. O duelo da volta será na próxima quarta-feira, no Mineirão.
Apoiado pela torcida, o Grêmio começou buscando o ataque o tempo todo, enquanto a Raposa trocava passes no campo de defesa, esperando o erro do adversário. Aos 13 minutos, Luan fez um cruzamento preciso para Lucas Barrios cabecear para o gol, mas Fábio fez uma defesa dificílima para salvar os mineiros.
Mesmo sem propor o jogo, o Cruzeiro tinha mais posse de bola que o Grêmio. No entanto, o primeiro chute a gol dos visitantes saiu apenas aos 27 minutos, quando Lucas Silva arriscou de fora da área, para fácil defesa de Marcelo Grohe. A resposta veio na sequência: Pedro Rocha fez jogada individual e bateu colocado, forçando Fábio a espalmar para escanteio.
Quando parecia que a primeira etapa se encaminhava para um 0 a 0, o coletivo gremista fez a diferença. Aos 45, Pedro Rocha avançou pela direita e cruzou para Luan. O camisa 7 bateu de primeira e Fábio espalmou nos pés de Lucas Barrios, que só empurrou para o gol.
O segundo tempo começou com os dois times trocando muitos passes. Logo aos dois minutos, o Cruzeiro quase empatou. Diego Barbosa partiu da esquerda, foi para o meio e chutou forte. Grohe espalmou para a linha de fundo. Aos 15 minutos, o lance mais polêmico do jogo. Barrios dividiu pelo alto e a bola sobrou para Luan, na entrada da grande área. O atacante foi derrubado por Ezequiel, e Marcelo Aparecido de Souza marcou pênalti. Porém, avisado pelo auxiliar, ele voltou atrás e assinalou falta fora da área. Na cobrança, Luan acertou a barreira.
A Raposa seguiu com mais posse de bola na segunda metade da etapa final, mesmo que sem perigo nenhum. Bem postada, a defesa gremista não cedeu espaços, fazendo com que os mineiros não ameaçassem a meta de Grohe - exceto nos acréscimos, quando Raniel apareceu pela direita, invadiu a área e só parou porque o camisa 1 saiu nos pés do atacante. A má notícia para o torcedor gremista ficou por conta da lesão do zagueiro Pedro Geromel, que saiu de maca com um problema muscular e será desfalque por um bom tempo.
No outro jogo da noite, no Engenhão, Botafogo e Flamengo ficaram no 0 a 0. O segundo confronto entre os cariocas também será realizado na próxima quarta-feira, desta vez no Maracanã.
Grêmio 1 x 0 Cruzeiro
Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel (Bressan), Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Fernandinho); Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Portaluppi.
Fábio; Lucas Romero (Ezequiel), Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Élber), Alisson e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Raniel). Técnico: Mano Menezes.
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia