Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 06 de agosto de 2017. Atualizado às 21h40.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 06/08 às 21h42min

Ponte Preta e Vasco empatam em jogo com confusão no final em Campinas

A Ponte Preta lutou, criou chances, mas não conseguiu balançar as redes na noite deste domingo. Diante do Vasco, no Moisés Lucarelli, em Campinas, o clube paulista empatou por 0 a 0 e segue muito próximo da zona de rebaixamento. O confronto foi válido pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Com o resultado, o time campineiro foi para a 15.ª posição, com 22 pontos, três a mais que o São Paulo, primeiro clube dentro da zona de rebaixamento, mas ainda com um jogo a disputar, contra o Fluminense, da 17.ª rodada, na próxima quarta-feira à noite, em Campinas. O Vasco é o 12.º colocado, com 24 pontos.
Preocupado com o contra-ataque da Ponte, o técnico Milton Mendes recheou o meio-campo vascaíno e, assim, abriu mão das jogadas pelo lado. A tática fez com que a partida ficasse concentrada nos volantes e dificultou a criação do meia Renato Cajá.
A Ponte Preta só conseguiu chegar com perigo pela primeira vez aos 32 minutos. Emerson Sheik dominou dentro da área e chutou forte com o pé direito. Martín Silva espalmou e a bola saiu lentamente para escanteio. Na sequência do lance, o Vasco teve sorte. Renato Cajá levantou o escanteio para dentro da área e a bola sobrou com o zagueiro Marllon. Ele chutou cruzado e por muito pouco não balançou as redes. Henrique salvou em cima da linha.
O goleiro uruguaio apareceu de novo aos 38 minutos. Depois de lançamento para dentro da área do clube carioca, Rodrigo subiu mais que o marcador e desviou de cabeça com o endereço certo, mas Martín Silva conseguiu a defesa.
No segundo tempo, o Vasco se preocupou em apenas se defender. A Ponte Preta se soltou mais, mas enfrentou dificuldades para furar a linha defensiva adversária. Aos 22 minutos, Emerson Sheik escapou pela direita e tocou para Felipe Saraiva. O atacante tentou o chute, mas foi travado na hora certa por Breno.
Nos últimos dez minutos, o time campineiro pressionou e apostou na velocidade de Emerson Sheik pelos dois lados do ataque. Com 35 minutos, ele encontrou Lucca, que ao invés de chutar ao gol, preferiu o passe para Felipe Saraiva e desperdiçou boa chance.
Após o final do jogo, o tempo esquentou. O técnico Milton Mendes, do Vasco, foi empurrado três vezes pelo zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, que conversava com Jean, do Vasco, e foi interrompido. Ninguém falou sobre o assunto claramente. Há três meses, Rodrigo foi dispensado do clube carioca e voltou para seu clube de origem.
A Ponte Preta volta a campo na próxima quarta-feira, às 20h, para receber o Fluminense, no Moisés Lucarelli. Já o Vasco atua só no domingo, às 16h, contra o Palmeiras, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 20.ª rodada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia