Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de agosto de 2017. Atualizado às 00h45.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 03/08/2017. Alterada em 03/08 às 00h10min

Grêmio sofre, mas bate o Atlético Goianense

Acostumada a grandes atuações na temporada 2017, a torcida do Grêmio quase não reconheceu seu time ontem à noite. Diante do último colocado no Campeonato Brasileiro, o Tricolor fez um primeiro tempo sofrível, mas se reabilitou no segundo e, com um gol de Michel quase no final da partida, derrotou o Atlético-GO por 1 a 0 no estádio Olímpico, em Goiânia. O resultado só não foi melhor porque o líder Corinthians, invicto após 18 rodadas, também venceu, mantendo a vantagem de oito pontos sobre a equipe de Renato Portaluppi.
No primeiro tempo, parecia que o lanterna era o Grêmio, e não o Atlético. Nem a ausência de jogadores importantes, como Luan, Edilson e Geromel, justifica o desempenho apático do time, que errava da marcação à troca de passes no meio-campo - só não dá para dizer que pecou nas finalizações porque não chegou a tê-las na etapa inicial. Mesmo com evidentes limitações, a equipe da casa acabou criando chances claras para abrir o marcador. O susto foi grande aos 25, quando o goleiro espalmou um arremate de Walter e, no rebote, Andrigo perdeu um gol feito, chutando por cima. Aos 40, Andrigo cobrou falta e Roger Carvalho, de cabeça, acertou o travessão.
Após o intervalo, o Tricolor voltou com a mesma formação, e o futebol ruim se manteve - na melhor jogada gremista, Pedro Rocha foi derrubado na área, mas o juiz não marcou nada.
Portaluppi, então, decidiu colocar Lincoln, que deu uma nova dinâmica ao meio-campo. Com a partida equilibrada, o time gaúcho perdeu boas chances principalmente com Fernandinho, que esbarrou no goleiro Felipe. A entrada de Léo Moura foi outro acerto do treinador, e levou o Grêmio a se impor diante dos goianos. Com mais volume de jogo, o Tricolor conseguiu vencer a defesa adversária aos 37 minutos: após jogada do lateral, Lincoln rolou para Michel, que só escorou para o fundo das redes. Apesar das dificuldades, a caça ao líder continua.
Atlético-GO 0 x 1 Grêmio
Felipe; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Paulinho, Igor (Silva), Andrigo (Diego Rosa) e, Jorginho (Luiz Fernando); Niltinho e Walter. Técnico: João Paulo Sanchez.
Marcelo Grohe; Leonardo Gomes, Bressan, Kanneman e Cortez; Michel, Arthur (Lin-coln) e Ramiro; Fernandinho, Pedro Rocha (Léo Moura) e Everton (Maicon). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Igor Junio Benevenuto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia