Porto Alegre, domingo, 13 de agosto de 2017. Atualizado às 21h57.

Jornal do Comércio

COMENTAR | CORRIGIR

CULTURA

Notícia da edição impressa de 14/08/2017. Alterada em 13/08 às 19h33min

Teatro do Sesi, duas décadas em cena

Espaço tem capacidade para 1.750 espectadores e está distribuído em duas plateias e mezanino

Espaço tem capacidade para 1.750 espectadores e está distribuído em duas plateias e mezanino


DUDU LEAL/DIVULGAÇÃO/JC
O Teatro do Sesi comemorou 20 anos em maio. Foi oficialmente inaugurado durante a gestão de Dagoberto Lima Godoy na presidência da Fiergs, em uma cerimônia para convidados no dia 25 de maio de 1997, Dia da Indústria. O surgimento do espaço foi um marco para o Rio Grande do Sul e o teatro transformou-se em referência pela qualidade de sua equipe técnica, recursos, instalações e atendimento. Com capacidade para aproximadamente 1.750 espectadores, o Teatro do Sesi está distribuído em duas plateias e mezanino, áreas que podem ser divididas em até cinco ambientes com isolamento acústico, cabines de tradução simultânea, som, luz e acessos independentes. Essa estrutura permite aos eventos empresariais e, principalmente, aos congressos técnico-científicos, a otimização da área.
A inauguração do espaço foi aplaudida principalmente pela área cultural e de produção de shows e eventos por representar um local importante para a atração de eventos de porte para Porto Alegre. Com presença consolidada na capital e marca reconhecida em pesquisas de imagem, o teatro contabiliza inúmeras apresentações marcantes. Pouco depois da inauguração, nos dias 15 e 16 de agosto de 1997, Os Titãs fizeram o espetáculo Acústico. O disco do mesmo nome já havia vendido mais de 600 mil cópias na época, tornando-se o campeão da WEA Music.
Quem também deixou sua marca no teatro foi Hebe Camargo. Uma das personalidades mais conhecidas do País, ela mobilizou uma legião de fãs e curiosos quando gravou um especial para o seu programa no Teatro do Sesi, em 1998. Na ocasião, depois de receber nomes como Elba Ramalho, Martinho da Vila e Chitãozinho & Xororó, Hebe terminou o programa cantando e chorando emocionada. O episódio acabou reprisado diversas vezes e o teatro ganhou visibilidade nacional.
Nesse mesmo ano, o teatro foi cenário para uma formatura, algo que não era muito comum acontecer fora do ambiente escolar. O Colégio Farroupilha foi a primeira instituição de ensino a realizar uma cerimônia de colação de grau no espaço, em 1998. A partir de então, outras instituições, especialmente universidades, passaram a escolher o teatro para a cerimônia de colação de grau de seus estudantes, aproveitando as vantagens da infraestrutura do local.
Além de espetáculos, o teatro sedia encontros relevantes. Em 2008, quando o Sistema Fiergs promoveu a primeira edição do Congresso Internacional de Inovação, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), os debates aconteceram no teatro.
Entre os artistas que passaram pelo palco do teatro, estão grandes nomes da música internacional, como James Blunt, Nora Jones, Jorge Drexler e Tony Benett, e nacional, como Maria Bethânia, Mutantes, Gilberto Gil e Cássia Eller. Em 2017, o Teatro do Sesi abriu sua agenda cultural com Zé Ramalho no dia 10 de março com o show 40 anos de Música. Em junho, foi a vez de Gal Costa. A cantora apresentou o espetáculo Ela Disse-me Assim, em que revisita a obra de uma Lupicínio Rodrigues.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Especiais

Acesse o caderno especial online