Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de agosto de 2017. Atualizado às 14h33.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Energia

25/08/2017 - 14h15min. Alterada em 25/08 às 14h34min

Aneel confirma bandeira tarifária amarela para setembro

Índice representa acréscimo de R$ 2,00 na tarifa por cada 100 quilowatt-hora

Índice representa acréscimo de R$ 2,00 na tarifa por cada 100 quilowatt-hora


MARCO QUINTANA/ARQUIVO/JC
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou nesta sexta-feira (25) que as contas de luz terão bandeira tarifária amarela no mês de setembro. Em agosto, o consumidor pagou pela bandeira vermelha. A bandeira amarela representa um acréscimo de R$ 2,00 na tarifa por cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos. No patamar anterior, da bandeira vermelha, o consumidor tinha uma cobrança adicional de R$ 3,00 por cada 100 kWh.
"O fator que determinou a bandeira amarela foi a melhora das condições hidrológicas nas regiões Sul e Sudeste. Segundo o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), o valor da usina térmica mais cara em operação é de R$ 411,92/MWh, o que determinou a redução da bandeira vermelha para a amarela", justificou a Aneel em sua decisão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia