Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de agosto de 2017. Atualizado às 11h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 25/08 às 11h05min

Bovespa sobe enquanto mercados aguardam discurso de presidente do BC dos EUA

Pelo quarto dia seguido, a Bovespa abriu em alta nesta sexta-feira (25). O bom humor com o ímpeto privatizador do governo sob a perspectiva do fim de subsídios implícitos justifica a valorização do Ibovespa. O exterior colabora nesse início de pregão, ainda que a atenção global esteja concentrada no encontro de autoridades monetárias em Jackson Hole, nos EUA.
Assim como no exterior, os agentes dos mercados domésticos aguardam novidades do encontro em Jackson Hole. A presidente do BC americano, Janet Yellen, discursa às 11h e Mario Draghi, presidente do BC europeu, às 16h.
O Índice Bovespa sobe 0,30% aos 71.343 pontos às 10h24min com o apoio de todas as blue chips, assim como das ações da Eletrobras - as estrelas da semana.
Na máxima, o Ibovespa marcou 71.506 pontos (+0,52%), o mais alto patamar desde 13 de janeiro de 2011, quando marcou durante o pregão 71.923 pontos. O petróleo e as bolsas na Europa estão em alta e favorecem a valorização no mercado brasileiro. Às 10h30min, Dow Jones e S&P500 confirmaram o sinal positivo dos índices acionários futuros e abriram em alta.
As ações PNB e ON da Eletrobras seguem em trajetória de alta. Nesta sexta, o avanço da PNB está em 1,52% e da ON em 1,89%. Em uma semana, a valorização acumulada da ON é de 45,49% e da PNB, de 26,48%, ao considerar o pregão desta sexta, em andamento.
Um destaque de alta nesse início de pregão é a Usiminas. A PNA abriu em alta e chegou a liderar o grupo de maiores avanços do Ibovespa por alguns minutos. Operadores comentam que continua o processo de reestruturação, com a notícia de que a empresa celebrou um acordo com a Mineração Usiminas S.A. (Musa) para mudar o contrato de fornecimento de minério, reduzindo a fatia que está obrigada a adquirir de 4,0 milhões de toneladas para 2,3 milhões de toneladas anuais.
A empresa também informou que continua as negociações com bancos japoneses e debenturistas para obter autorização para dispensa de realização da oferta de permuta (exchange offer) das notas com vencimento em 2018 da Usiminas Commercial.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia