Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de agosto de 2017. Atualizado às 10h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

Alterada em 23/08 às 10h33min

Queda nos embarques reduz exportações gaúchas em julho, aponta FEE

O setor automotivo garantiu a elevação das vendas de produtos manufaturados

O setor automotivo garantiu a elevação das vendas de produtos manufaturados


ALAN BASTOS/DIVULGAÇÃO/JC
As exportações gaúchas registraram no mês de julho recuo de 8,19% em relação ao mesmo mês do ano passado. As vendas ao exterior totalizaram US$ 1,592 bilhão, uma queda de US$ 141,9 milhões frente a julho passado. Os dados divulgados pela Fundação de Economia e Estatística mostram que a baixa se deu pela queda de 19,7% nos embarques, já que os preços tiveram alta de 14,3%. Com esse desempenho, o Rio Grande do Sul caiu de 4º para 5º maior exportador do país, com 8,5% das vendas externas brasileiras.
O setor automotivo garantiu a elevação das vendas de produtos manufaturados. Já o grão de soja foi o destaque negativo para o recuo das receitas e embarques dos produtos básicos. Os semimanufaturados também sofreram retração.
As exportações de manufaturados atingiram US$ 585,6 milhões e responderam por 36,8% da pauta exportadora no mês. As vendas de produtos básicos alcançaram US$ 906,7 milhões, respondendo por 57,0% da pauta. Já os embarques de produtos semimanufaturados alcançaram US$ 87,7 milhões, respondendo por 5,5% do total exportado.
No acumulado do ano, as exportações gaúchas somaram US$ 9,891 bilhões, uma elevação de US$ 457,7 milhões em relação ao mesmo período do ano passado (+4,9% em valor, -2,1% em volume e +7,1% em preço), totalizando 7,8% das exportações nacionais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia