Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 21 de agosto de 2017. Atualizado às 08h34.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios Corporativos

Alterada em 21/08 às 08h34min

Total anuncia compra da Maersk Oil por US$ 4,95 bilhões

A francesa Total anunciou hoje (21) que fechou acordo para a compra da unidade petrolífera do grupo dinamarquês A.P. Moeller-Maersk A/S, a Maersk Oil, por US$ 4,95 bilhões.
Como parte do negócio, a Total também irá assumir US$ 2,5 bilhões em dívida da Maersk Oil.
Segundo a Total, a aquisição da Maersk Oil irá impulsionar sua produção em 160 mil barris por dia em 2018 e ampliar significativamente o volume de suas reservas, principalmente no mar do Norte.
A Total prevê obter mais de US$ 400 milhões em sinergias anuais com o acordo, que irá imediatamente aumentar seus ganhos e fluxo de caixa por ação.
Já a Maersk irá manter uma participação no setor petrolífero por meio de 97,5 milhões de ações na Total, equivalente a cerca de 3,76% do capital da empresa francesa. O principal acionista da companhia dinamarquesa, a A.P. Moller Holding, terá direito a um assento no conselho da Total.
O acordo depende da aprovação de acionistas da Total, de representantes de funcionários e de órgãos reguladores.
Por volta das 5h10min (de Brasília), as ações da A.P. Moeller-Maersk saltavam cerca de 3,5% na Bolsa de Copenhague, enquanto as da Total caíam 0,5% em Paris.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia