Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de agosto de 2017. Atualizado às 09h59.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 18/08 às 10h03min

Dólar cai com realização de lucros

O dólar opera em queda no mercado doméstico na manhã desta sexta-feira (18) sob influência do exterior. Exportadores e tesourarias locais realizam lucros com a moeda norte-americana, disse um operador de uma corretora. A alta de commodities estimula o movimento vendedor no câmbio.
Além disso, os fechamentos desta quinta-feira (17) nos níveis de R$ 3,17 à vista e de R$ 3,180 no dólar setembro atraem exportadores à ponta de venda, além de algumas tesourarias de instituições financeiras. Mesmo em baixa, o dólar à vista ainda acumulava ganhos de cerca de 1,40% por volta das 9h31min.
As negociações do governo Temer com o Congresso visando a aprovação das metas fiscais e da TLP seguem no radar. Às 14h30min desta sexta, há uma reunião agendada no Palácio do Planalto.
Lá fora, prossegue de forma mais moderada o movimento de busca de proteção, com investidores observando o cenário político nos Estados Unidos e as tensões na Europa após os atentados terroristas de ontem na Espanha.
A demanda volta a impulsionar o iene e o franco suíço em detrimento do dólar, que oscila sem direção única em relação a divisas emergentes em meio à alta de commodities, como petróleo e cobre. O minério de ferro também fechou nesta sexta com ganho forte, de 6,81%, a US$ 77,94 a tonelada no Porto de Qingdao, na China.
Às 9h31min, o dólar à vista no balcão caía 0,43%, aos R$ 3,1632. O dólar para setembro recuava 0,41% neste mesmo horário, aos R$ 3,1715.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia