Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de agosto de 2017. Atualizado às 08h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 16/08 às 08h41min

Petróleo opera em alta moderada, após API e à espera do DoE

Os futuros de petróleo operam em alta moderada nesta manhã (16), após encerrarem a sessão anterior sem direção única e perto da estabilidade, favorecidos pelos últimos dados sobre estoques dos EUA.
Ontem, a associação de refinarias conhecida como American Petroleum Institute (API) estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA sofreu uma forte queda de 9,2 milhões de barris na semana passada. O API também apontou um modesto avanço de 300 mil barris nos estoques de gasolina e uma redução de 2,1 milhões de barris nos estoques de destilados.
No fim da manhã de hoje, o Departamento de Energia (DoE) norte-americano divulga o levantamento oficial sobre estoques. Pela projeção de analistas, a pesquisa mostrará recuo de 3 milhões nos estoques de petróleo bruto.
Investidores, porém, também ficarão atentos aos números de produção dos EUA, que vem mostrando tendência de expansão em meio a esforços da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de outros grandes produtores para conter o excesso de oferta global.
Às 8h19min (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para outubro subia 0,49% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 51,05, enquanto o do WTI para setembro avançava 0,27% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 47,68.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia