Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de agosto de 2017. Atualizado às 22h37.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

Notícia da edição impressa de 15/08/2017. Alterada em 14/08 às 21h09min

Vendas do Dia dos Pais crescem 2,5% no Brasil após dois anos de queda

As vendas realizadas na semana do Dia dos Pais deste ano (de 7 a 13 de agosto) cresceram 2,5% no Brasil em 2017 em relação à semana da data (8 a 14 de agosto) em 2016, após dois anos consecutivos de queda, segundo a Serasa Experian. Considerando apenas o período de sexta-feira a domingo, a alta foi de 1,3% em todo o País, na comparação com o ano de 2016. 
Segundo avaliação dos economistas da Serasa Experian, a queda na inflação, a redução dos juros e o ingresso dos recursos das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) contribuíram para o resultado positivo nas vendas do Dia dos Pais após dois anos de retração.
Já em Porto Alegre, pelo segundo ano consecutivo, as vendas de presentes para a data mantiveram-se estáveis em comparação ao ano anterior. No total, o Dia dos Pais movimentou R$ 25,9 milhões, de acordo com levantamento realizado pela CDL POA e o Sindilojas Porto Alegre.
A queda nas temperaturas na capital gaúcha nos dois dias que antecederam as comemorações movimentou o comércio, e os artigos mais comprados foram roupas, acessórios e calçados. "O fim de semana típico de inverno levou os filhos às lojas para agradarem seus pais. Alguns artigos que estavam estocados, como agasalhos e jaquetas, estiveram entre os mais procurados pelos filhos", destaca Alcides.
Segundo o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, a véspera de Dia dos Pais registrou o movimento necessário para manter as vendas no mesmo nível do ano passado. "O fluxo de pessoas no comércio na sexta-feira, no sábado e no domingo foi responsável por elevar as vendas a ponto de atingir a estabilidade para esta data", explica o presidente da entidade.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia