Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de agosto de 2017. Atualizado às 12h19.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Aviação

Alterada em 08/08 às 12h21min

Governo analisa abertura de capital da Infraero, diz ministro

O governo estuda a abertura de capital da Infraero, disse nesta terça-feira (8) o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, durante reunião na Comissão de Infraestrutura do Senado. "A ideia é dar à Infraero condições para ser sustentável", comentou.
Ele não descartou a hipótese de vender mais de 50% da empresa. Neste caso, comentou, ela ganhará mais flexibilidade administrativa, pois suas compras não terão mais de seguir a Lei nº 8.666, que trata das licitações no setor público. A ideia, com a abertura de capital, é melhorar a gestão da empresa e aumentar o uso da tecnologia.
Aos senadores, o ministro afirmou que o governo jamais anunciou a privatização total da Infraero e que, pelo contrário, o plano é recuperá-la. Neste ano, disse Quintella, a estatal deverá ter lucro de R$ 400 milhões, depois de amargar prejuízos da ordem de R$ 3 bilhões anuais entre 2013 e 2015 e um prejuízo já um pouco menor, de R$ 750 milhões, no ano passado.
A virada foi resultado de diversas medidas, entre elas um perdão de dívida de R$ 1,8 bilhão que a estatal tinha com o Tesouro referente ao Ataero e a transferência, diretamente ao caixa da empresa, de 30% da arrecadação dessa taxa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia